icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
21/06/2014
13:59

Um treino trágico para a Mercedes. Ainda que Rosberg largue na terceira colocação, a equipe acredita que tinha totais condições de ficar com a oitava pole do ano, mas a equipe foi atrapalhada... Pela própria equipe.

- Não foi um bom treino para nós. Eu não consegui lançar a segunda volta rápida no Q3, porque o Lewis (Hamilton) rodou na minha frente, na curva dois e eu tive de diminiuir por causa da bandeira amarela - comentou Nico Rosberg.

Para Hamilton, o momento é de olhar para a frente. A equipe, que venceu seis, de sete etapas no ano, lidera o campeonato, mas não vive um bom momento, ao ceder a vitória na última etapa para Ricciardo e a pole para Felipe Massa.

- Às vezes você consegue unir tudo, em outras não e hoje eu não consegui "finalizar o trabalho". É uma corrida longa e eu preciso tentar recuperar o máximo que eu puder dessa perda. A chance pela vitória será difícil, então é um caso de "controlar o dano". Farei o possível para me colocar em posição de conquistar pontos para a equipe - disse Lewis Hamilton, que larga na nona colocação.

Mesmo com a perda da hegemonia nos treinos de classificação, a Mercedes aproveitou o momento para parabenizar a Williams, que conquistou sua primeira dobradinha desde 2003.

- Com certeza, do nosso ponto de vista, dificulta nossa vida ter as Williams largando à nossa frente e devo dizer parabéns à eles. Eles foram rápidos todo o final de semana e aproveitaram a oportunidade hoje - disse Rosberg.

- Parabéns à Williams. Estou muito feliz pelo Felipe e sua pole position - completou Hamilton.