icons.title signature.placeholder Rodrigo Vessoni
25/02/2015
21:23

O Corinthians cumpriu seu papel contra o Linense, na noite desta quarta-feira, em Lins. Mesmo sem aquela pegada demonstrada nos jogos da Libertadores, a equipe de Tite não teve trabalho para vencer o Linense por 2 a 0, com gols de Mendoza e Petros. Com o triunfo, o Timão voltou à liderança do Grupo B do Paulistão, com 13 pontos - dois a mais do que a Ponte Preta e um jogo a menos.

Mendoza, aliás, foi o principal destaque alvinegro. E não apenas pelo fato de o colombiano ter balançado a rede pela primeira vez com a camisa alvinegra, mas por ter jogado bem - e com vontade -, durante os 90 minutos. Foi o melhor corintiano em campo, sem dúvida.

O triunfo do Corinthians em Lins foi tranquilo. Na primeira etapa, fez para o gasto. Sem querer correr riscos, a equipe tocou a bola até achar espaço para abrir o placar. E o fez logo aos 13 minutos, quando Gilsinho tentou atravessar uma bola e a mesma caiu nos pés de Mendoza.

O colombiano avançou, com a velocidade de sempre, entortou o zagueiro Adalberto e fez seu primeiro gol com a camisa alvinegro. Um bonito gol em Lins, para delírio da maioria corintiana nas arquibancadas.


Após o gol, aquele "fazer para o gasto" ficou ainda mais evidente. O Timão saia na boa, na maioria das vezes em contra-ataques puxados por Vagner Love. O atacante teve boa chance para ampliar, mas pegou mal na bola. Assim como o atacante Diego, do Linense, que ficou cara a cara com Cássio, que fez belíssima defesa e segurou a vantagem no placar.

Na segunda atapa, com Edu Dracena na vaga de Felipe (que havia levado uma pancada na cabeça), o Timão demonstrou um pouco mais de vontade. A tímida busca pelo segundo gol, que garantia os três pontos em Lins, foi recompensada aos 19 minutos. Vagner Love chutou errado, mas o goleiro Anderson deu rebote, para alegria de Petros, que só empurrou.

[[GAL:LANPGL20150225_0007]]

Era o que os comandados de Tite precisavam para, mais uma vez, diminuir o ritmo. Vale a ressalva que essa lentidão de toques e raciocínio não vale para Mendoza, que manteve um bom ritmo desde o início. Fim de jogo.

O Corinthians fez mais três pontos, voltou à liderança do Grupo B do Paulistão, chegou ao décimo jogo sem derrota e Tite deu ritmo aos seus jogadores. Melhor, impossível.

LINENSE 0X2 CORINTHIANS

Data/hora: 25/2/2014, às 19h30
Local: Gilbertão, em Lins (SP)
Árbitro: Luiz Vanderlei Martinucho
Auxiliares: Gustavo Rodrigues de Oliveira e Renata Ruel Xavier de Brito
Cartões amarelos: Gilsinho, Álvaro e Memo (LIN) e Felipe, Petros (COR)
Gols: Mendoza (13’/1ºT - 0 - 1) e Petros (19’/2ºT - 0 - 2)
Cartões vermelhos: -
Renda/Público: 8.135 pagantes/R$ 285.560,00

LINENSE: Anderson, Bruno Moura, Adalberto, Álvaro e Igor; Moisés Ribeiro, Memo, Clébson (Serginho – 10'/2ºT) e William Pottker (Nando – 22'/2ºT); Gilsinho (Birungueta 31'/2ºT) e Diego. Técnico: Luciano Quadros

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Felipe (Edu Dracena - Intervalo), Gil e Uendel; Ralf, Elias (Malcom – 36'/2ºT), Petros e Renato Augusto; Mendoza e Vagner Love (Guerrero – 36'/2ºT). Técnico: Tite