icons.title signature.placeholder Felipe Domingues
10/02/2015
21:32

É cada vez mais comum vermos tenistas de simples atuando em torneios de duplas. Nessa edição do Aberto da Austrália, o primeiro Grand Slam do ano, os italianos Fabio Fognini e Simone Bolleli foram os campeões, apesar de jogarem em simples. Incomoda? Não para o melhor duplista do Brasil.

- Tivemos muitos no Aberto da Austrália. Nos próximos torneios, são vários também: Andy Murray, às vezes o Roger Federer joga, Rafael Nadal vai jogar em Buenos Aires... Para nós é diferente jogar contra duplistas e de simples. Eles são sólidos, mas não tão imprevisiveis quanto quem já joga em duplas. Para nós é bom, quanto mais melhor - comentou Marcelo Melo.

O mesmo pensamento tem o brasileiro Bruno Soares, que afirmou não ter ficado surpreso com a vitória dos italianos no Aberto da Austrália. Aliás, não só não se surpreendeu, como até advinhou que eles conquistariam o título.

- Eu vi e cantei. Quando eu vi eles jogando na segunda rodada... Sei do potencial deles, quando estão na semana deles, são muito difícieis de bater. Vi o jogo deles e o quanto eles estavam jogando, e disse: 'eles estão na briga' - comentou, além de emitir sua opinião sobre o assunto:

- Acho muito legal quando jogadores de simples jogam duplas, porque fica um embate mais dinâmico, mais legal. Mas acontece. Os duplistas vêm conquistando os maiores torneios, mas é inevitável, quando os melhores tenistas jogam, isso acontece - completou.