icons.title signature.placeholder Gabriel Cassar
18/02/2015
19:48

Considerado um dos melhores duplistas do Brasil, Marcelo Melo viu sua trajetória no Aberto do Rio se encerrar de maneira precoce. Nesta quarta-feira, o tenista, ao lado do austríaco Knowle, foi derrotado logo em sua estreia na competição, numa partida marcada pelos atendimentos médicos ao brasileiro. Visivelmente machucado, o jogador resistiu em quadra, mas não foi capaz de evitar o revés por 2 sets a 0 (6/0 e 6/3)

- Aqueci e treinei normalmente a semana toda. Hoje, na parte da tarde, fui abaixar para pegar o tênis e senti uma fisgada na parte esquerda da minha lombar, nas costas. Isso era umas 14h, sendo que o jogo era 16h30. Tentei fazer de tudo, massagem, anti-inflamatório... Nada adiantou.

Durante a partida, Melo até que lutou, conseguindo bons momentos no jogo. Apesar de estar com o corpo comprometido, o brasileiro afirmou que o fato de jogar no Brasil foi um dos fatores principais que o mantiveram até o fim da partida.

-  Chegou 5 a 0 e eu já não aguentava mais. Quando o médico da ATP entrou, eu melhorei um pouco, mas já estavamos muito atrás do placar. Se não fosse aqui (no Brasil), eu teria abandonado. Como um jogador, que está prestes a entrar em quadra, não consegue carregar nem a própria raqueteira? A gente vê tantos jogadores se retirando por motivos bem menores. Quase nunca vale a pena arriscar continuar, mas hoje, por estar em casa e vir muito pouco para cá, quis dar esse gás a mais.

Sobre a gravidade da lesão, Marcelo não mostrou-se muito preocupado.

- Acredito que em 2, 3 dias já estarei 100%. Não acredito que seja nada sério. Pretendo seguir minha agenda normalmente.