icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
14/07/2014
18:01

O Santos ainda não decidiu se terá voto à distância na próxima eleição presidencial do clube, prevista para dezembro, mas testará o modelo nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, com a presença de conselheiros.

O modelo gera muita divergência entre as correntes políticas do Peixe. Enquanto o grupo político da situação, Eu Sou Santos, apoia o voto pela internet, os oposicionistas são contrários e têm protestado. Caberá ao Conselho Deliberativo do clube aprovar ou não tal prática.

- Continuamos dando o máximo de transparência possível ao processo. Todas as dúvidas serão explicadas. Tudo vai simular o que irá acontecer se aprovarmos o voto à distância. A votação pela internet, além de ter um caráter inclusivo, proporciona segurança e modernidade a todo o processo eleitoral - afirmou Ricardo Campanário, presidente da Comissão Eleitoral do Santos.

No teste, os conselheiros do Peixe receberão por email um convite ao "simulado eleitoral" na Vila Belmiro. Após um procedimento rápido de confirmação de dados (CPF, matrícula e nome), o conselheiro será conduzido à área virtual de votação. Em seguida, aparecerá uma pergunta simbólica na tela do computador. Os conselheiros terão de escolher uma entre três opções de respostas.

- O teste vai servir para nos dar subsídios para aprimorarmos o processo até a eleição. Essa ideia partiu de um dos conselheiros do clube. Os conselheiros, já no teste, verão que não se trata de nenhum mecanismo muito complexo. Trata-se de uma ferramenta segura, auditável e bem formatada - comentou Campanário.

Atual presidente do Santos, Odílio Rodrigues afirmou em entrevistas recentes que não irá procurar uma brecha no Estatuto para tentar a reeleição. Apesar de especulações, nenhuma candidatura presidencial foi confirmada até o momento.