icons.title signature.placeholder Fellipe Lucena e Thiago Ferri
20/11/2014
07:06

Rubens Sampaio, médico do Palmeiras, disse na noite dessa quarta-feira que o meia Valdivia chorou muito por não poder participar da inauguração do Allianz Parque, em jogo que o clube acabou perdendo por 2 a 0 para o Sport. Com um edema na coxa direita, ele luta para ficar em condições de jogar contra o Coritiba, domingo, no Couto Pereira.

- O Valdivia tem um edema na região posterior da coxa esquerda. Ele ficou muito chateado, chorou bastante por não poder participar do jogo. Estava bastante decepcionado em função das circunstâncias e da importância do jogo para o Palmeiras e para ele. Mas era uma questão de preservá-lo, não correr o risco de perdê-lo para o resto do campeonato. É uma decisão conjunta de não correr esse risco - disse o doutor.

O camisa 10 se lesionou quando estava a serviço de sua seleção. Ele se destacou na goleada por 5 a 0 sobre a Venezuela, quando marcou um gol, mas foi desfalque contra o Uruguai, na terça. Ele foi preservado do duelo com os pernambucanos para o problema não se agravar.

- A partir de quinta, continuando o que estamos fazendo, acreditamos que talvez ele evolua o suficiente para participar do jogo de domingo. Ele teve outra pancada no quadril (machucado desde o clássico contra o Corinthians), mas isso não seria problema. A decisão de poupá-lo foi em função da coxa - completou Rubens Sampaio.