icons.title signature.placeholder Rafael Bullara
04/07/2014
21:32

A vitória por 2 a 1 diante da Colômbia colocou a Seleção Brasileira nas semifinais da Copa do Mundo, mas encerrou a participação do principal jogador brasileiro da competição. Substituído aos 43 minutos do segundo tempo por conta de uma joelhada nas costas recebida do colombiano Camilo Zúñiga, Neymar teve diagnosticada uma fratura na vértebra, passou por exames e teve sua ausência confirmada na sequência do Mundial pelo médico da Seleção Brasileira, Rodrigo Lasmar.

Professor titular e chefe do departamento de medicina esportiva da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), Moisés Cohen foi ouvido pelo LANCE!Net sobre a lesão sofrida por Neymar. O especialista explicou como se divide a coluna vertebral e qual foi exatamente a parte atingida pela joelhada de Zúñiga.

- A vértebra tem o corpo que é a parte arredondada e o processo transverso são as duas "asinhas". Geralmente o corpo quebra quando o tronco inclina para a frente, mas o que aconteceu com o Neymar foi o inverso. Sem ver o exame, o problema parece ter sido no transverso, que é justamente a asinha. Ele sofre a pancada e amassa a vértebra. A coluna vertebral tem várias partes: cervical, torácica, lombar, onde ele machucou, e a sacral - especificou Moisés Cohen, para logo depois revelar o motivo pelo qual Neymar não atuará no restante da Copa do Mundo.

- A lesão é a menos grave, mas o tempo de recuperação vai de quatro a seis semanas e o local precisa ser protegido. Isso impede que ele entre em campo em um período tão curto para a semifinal.

Os jogadores da Seleção Brasileira lamentaram a lesão de Neymar e protagonizaram um verdadeiro "clima de velório" na saída da delegação da Arena Castelão. Zúñiga, autor da entrada que tirou Neymar da Copa do Mundo, disse que nunca teve essa intenção.