icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/07/2014
12:34

As críticas de Martinuccio ao departamento médico do Cruzeiro foram recebidas com surpresa por Sérgio Freire Júnior. O chefe do setor na Toca da Raposa 2 assegura que todos se empenharam bastante na recuperação do atacante e que o insucesso ocorreu pelo fato de o argentino não ‘evoluir de forma adequada’.

O doutor explica o tratamento realizado no atleta, que sofreu uma lesão por estresse nas tíbias das pernas direita e esquerda.

– Foi uma surpresa, de um atleta que chegou ao clube já com uma alteração que diagnosticamos aqui. Fizemos um tratamento e recuperação a pedido do atleta. Ele se recuperou e conseguiu jogar. No início do ano seguinte, voltou a apresentar o quadro, que chamamos de uma reação por estresse na tíbia, um tratamento difícil, complexo. Ele tinha ciência disso – disse o médico celeste, que ainda completou:

– No tratamento, ele não evoluiu de forma adequada, apesar de todo o empenho de todo o departamento médico, em um tratamento multidisciplinar. E, realmente, teve de ser submetido a nova cirurgia. A gente sabe que isso incomoda, principalmente um atleta profissional. Foi mais surpresa do que chateação. A gente compreende. Ele terminou contrato em condições de jogar, tanto é que foi contratado por outra equipe (pelo Coritiba). Nossa torcida é para que seja feliz e continue bem a carreira.

Na manhã desta sexta-feira, em rápida conversa com o LANCE!Net, ele classificou a declaração de Martinuccio como infeliz:

– A nossa intenção é não polemizar. Soltamos um comunicado sobre isso. Creio que foi uma declaração infeliz do jogador.

Os comentários de Sérgio Freire Júnior são referentes à entrevista concedida pelo argentino ao jornal Gazeta do Povo, do Paraná. Novo reforço do Coritiba, ele atribuiu as muitas lesões ao departamento médico do Cruzeiro.

– A verdade é que o Cruzeiro não estava conseguindo me recuperar. Por conta disso, eu procurei outros médicos e agora estou 100% - comentou.