icons.title signature.placeholder Luis Fernando Coutinho
02/02/2015
14:19

No último sábado, Anderson Silva voltou a lutar e a vencer pelo UFC, após longo período parado. O brasileiro venceu Nick Diaz, por decisão unânime dos juízes e afastou de vez o trauma da perna quebrada no dia 28 de dezembro de 2013, em luta contra Chris Weidman. Quem comentou o retorno de Spider foi seu médico, Márcio Tannure, que explicou ao LANCE!Net, que o brasileiro tinha uma pressão grande em seu retorno.

- A gente sabe que treino é treino e luta é luta. Não foi pela questão da perna (que ele iniciou a luta "preso"), mas foi pelo peso da luta, falta tempo de luta e pressão grande em cima dele. Foi uma luta muito dificil para ele e esperávamos isso, nesse sentido. Sabíamos que ele não ia entrar como de costume, demorou um pouco para pegar o ritmo e foi normal - afirmou ao L!Net.

Questionado se os fãs e o lutador ainda precisam ficar preocupados com a antiga fratura, Tannure foi claro em falar que isso faz parte do passado. Segundo o médico, agora Anderson terá uma nova fase na carreira, depois de superar esse "trauma".

- Achava que seria difícil, como foi mesmo. Agora será outra história, ganhou confiança, precisava vencer, tirar o bloqueio. Daqui para frente será diferente, se ele continuar (a lutar) ou não. Essa fratura dele está consolidada - completou.