icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/03/2014
14:31

Atual número um no ranking peso-por-peso do UFC, Jon Jones acumula números impressionantes em sua carreira. Para exemplificar os recordes do atleta, o LANCE!Net separou as estatísiticas do americano desde que ele tornou-se o campeão dos meio-pesados do Ultimate.

Entre os cinco campeões que mantiveram por mais tempo o cinturão da organização, Jones é o que tem o melhor número de defesas de títulos em menos tempo. O americano tem uma média de uma a cada 174 dias e, com isso, caminha a passos largos para bater o recorde da organização que, atualmente, é de Anderson Silva, com 10 defesas bem-sucedidas em sequência.

Caso vença Glover Teixeira no dia 26 de abril, em Baltimore, nos Estados Unidos, Jones precisará de mais quatro defesas de cinturão, o que, se for feito dentro da média atual, representaria 696 dias até que o americano supere o número de Spider. Se tudo der certo para o americano, ele se tornará o maior campeão da história do Ultimate em março de 2016.

Confira abaixo o ranking dos campeões que mais tempo ficaram com um cinturão do UFC:
1º Anderson Silva - 2457 dias - 10 defesas de cinturão - média de uma defesa a cada 245 dias
2º Georges Saint-Pierre - 2066 dias - 9 defesas de cinturão - média de uma defesa a cada 229 dias
3º Tito Ortiz - 1254 dias - 5 defesas de cinturão - média de uma  defesa a cada 250 dias
4º José Aldo - 1216 dias - 6 defesas de cinturão - média de uma defesa a cada 202 dias
5º Jon Jones - 1046 dias - 6 defesas de cinturão - média de uma defesa a cada 174 dias

Além do tempo com o cinturão, Jones também soma outros números interessantes dentro do Ultimate. Desde que conquistou o título, em março de 2011, o americano já atuou por 96 minutos e sete segundos como campeão dentro do octógono.

Outra curiosidade é que  "Bones" alternou suas defesas de título entre os Estados Unidos e o Canadá. Dos seis compromissos como campeão, três foram nos EUA e três no Canadá, sendo todos esses em Toronto.

Ao todo, Jones somou uma vitória por nocaute, três por finalização e duas por decisão como campeão do UFC. Somando as seis lutas, o americano recebeu quatro prêmios: três de "Luta da noite" e um de "Finalização da noite", contra Vitor Belfort. Vale lembrar também que sua última defesa, contra Alexander Gustafsson, em setembro do ano passado, foi eleita como a "Melhor luta do ano" de 2013.