icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
04/11/2014
18:12

A revista Forbes divulgou nesta terça-feira a relação dos 100 atletas mais bem pagos do mundo no ano de 2014. E o boxeador americano Floyd Mayweather segue liderando a lista, à frente de alguns astros do futebol, como o português Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, e o argentino Lionel Messi, do Barcelona.

O craque Neymar foi o único brasileiro no top-100, ficando em 16º. Dentre os 10 que mais faturaram, estão nomes do tênis, do golfe e do futebol americano. A publicação considera aspectos como salários, verbas de patrocínio, premiações por competições e recursos provenientes de produtos com a marca dos atletas.

Apenas três mulheres, todas do tênis, estão na lista: a russa Maria Sharapova (34ª, com US$ 24,4 milhões), a chinesa Na Li (41ª, US$ 18 milhões); e a americana Serena Williams (55ª, US$ 11 milhões).

Confira quem foram os mais bem pagos do mundo esportivo.

1 - Floyd Mayweather (boxe)

O boxeador americano, conhecido como "Money", nunca faturou tanto como em 2014, ano em que seus ganhos chegaram a US$ 105 milhões. Recentemente, o atleta manteve-se em alta após bater o argentino Marcos Maidana, em Las Vegas, se mantendo como o detentor dos cinturões meio-médios da Associação Mundial de Boxe (WBA) e do Conselho Mundial de Boxe (WBC).

 
 Floyd Mayweather é o atleta que mais faturou em 2014 (Foto: Robyn Beck/AFP)

2 - Cristiano Ronaldo (futebol)

O atacante de Portugal e do Real Madrid foi eleito o esportista mais valioso do mundo em 2013, a segunda vez na carreira, depois de marcar 69 gols em 59 competições por seu clube e pela seleção. O Real o recompensou com um contrato de cinco anos no valor de US$ 206 milhões. Em 2014, a Forbes aponta ganhos de até US$ 80 milhões.

Cristiano Ronaldo foi o segundo mais bem pago em 2014 (Foto: Reprodução/Twitter)

3 - LeBron James (basquete)

O astro do basquete americano, que este ano acertou seu retorno ao Cleveland Cavaliers, tem rendimentos de até US$ 72,3 milhões. De toda a lista, ele é o que mais fatura com recursos provenientes de produtos com a marca.

LeBron James segue entre os 10 mais bem pagos do mundo esportivo (Foto: Nathaniel S. Butler/ AFP)

4 - Lionel Messi (futebol)

O astro do Barcelona e da seleção argentina levou US$ 64,7 milhões este ano. Patrocinado por marcas como Adidas e Turkish Airlines, o meia superou o astro da NBA Kobe Bryant. Em maio, Messi assinou seu sétimo contrato em 11 anos, com validade até 2018.

Messi seguirá no Camp Nou até 2018 (Foto: Lluis Gene/ AFP)

5 - Kobe Bryant (basquete)

Imagine ganhar o salário mais alto da liga esportiva que paga os maiores valores no mundo. É esse o privilégio do ala-armador do Los Angeles Lakers, que recebe US$ 30.5 milhões por ano. Em novembro do ano passado, Bryant prolongou seu contrato por dois anos, no valor de US$ 48.5 milhões, e mantém acordos com marcas como Lenovo, Hublot e Nike. Em 2014, seus ganhos foram avaliados pela Forbes em um total de US$ 61.5 milhões.

Kobe Briant em ação pelo seu time, o Los Angeles Lakers (Foto: Noah Graham/NBAE/Getty Images/AFP)

6 - Tiger Woods (golfe)

O golfista, que chegou a liderar a lista no ano passado, quando esbanjou rendimentos de US$ 78.1 milhões, sofreu uma queda no ranking da Forbes e agora aparece com US$ 61.2 milhões. A revista justifica a diferença em razão da decisão da Electronic Arts de encerrar seu relacionamento com o atleta, dando fim a uma série de videogames associados a ele que contou com 14 versões. Os jogos geraram cerca de U$800 milhões em vendas.

Tiger Woods chegou a liderar a lista da Forber no ano passado (Foto: Andrew Yates/AFP)

7 - Roger Federer (tênis)

Vice-líder do ranking da ATP, o suíço detém os recordes de maior número de vitórias em Grand Slans (17) e de prêmios na carreira (US$ 81 milhões). Seu portfólio de premiações é recheado de acordos com empresas como Nike, Rolex e Credit Suisse. Seus patrocinadores pagam, juntos, mais de US$ 40 milhões por ano. Ao todo, os rendimentos do atleta em 2014 chegaram a US$ 56.2 milhões.

Federer recebe US$40 milhões por ano só em patrocínios (Foto: Fabrice Coffrini/ AFP)

8 - Phil Mickelson (golfe)

O golfista americano garantiu quantias valiosos de patrocínio no ano passado e venceu o British Open pela primeira vez. Ele ganha mais de U$40 milhões anualmente só com aparições e com o uso de sua marca por empresas como Callaway, Barclays, KPMG, Exxon Mobil, Rolex e AmgenPfizer. Mickelson acumula 42 vitórias no PGA (circuito mundial de golfe) e US$ 74 milhões em prêmios na carreira. Em 2014, faturou US$ 53.2 milhões.

Phil Mickelson só perde para Tiger Woods entre os mais ricos do golfe (Foto: Glyn Kirk/AFP)

9 - Rafael Nadal (tênis)

A reta final de 2014 não tem sido das melhores para o espanhol, que atualmente ocupa a terceira colocação no ranking da ATP e precisou passar por uma cirurgia para tratar uma apendicite. Mas nem por isso a temporada deixou a desejar em termos financeiros. O tenista ganhou nada menos que US$ 44.5 milhões, sendo US$ 14,5 milhões em prêmios em dinheiro entre junho e junho. Sua maior parceira é Nike.

Rafael Nadal foi o segundo mais bem pago no tênis (Foto: Johannes Eisele/AFP)

10 - Matt Ryan (futebol americano)

O quarterback do Atlanta Falcons assinou contrato de cinco anos no valor de US$ 103,75 milhões no ano passado. O vínculo incluía US$ 28 milhões em bonificações. Em 2014, faturou US$ 43.8 milhões no total.

Matt Ryan é o representante da NFL na lista da Forbes (Foto: Streeter Lecka/AFP)

OUTROS DESTAQUES

16 - Neymar

O atacante da Seleção Brasileira e do Barcelona é o único representante verde-e-amarelo entre os 100 mais bem pagos na lista da Forbes, com US$ 33,6 milhões. Destes, US$ 17,6 milhões são de salários, e os US$ 16 milhões restantes vêm de ganhos com publicidade e negócios diversificados. Em relação à lista de 2013, Neymar subiu 52 posições. No ano passado, o brasileiro apareceu na 68º colocação, com ganhos anuais de US$ 20,5 milhões, segundo a Forbes.

Neymar é o único brasileiro entre os 100 mais bem pagos (Foto: Lluis Gene/ AFP

22 - Mahendra Singh Dhoni (críquete)

Apesar da pouca tradição, o críquete esteve representado pelo indiano, que faturou U$ $30 milhões em 2014. Dhoni liderou a equipe indiana na vitória no 2013 ICC Champions Trophy e tornou-se o primeiro capitão nacional a vencer todos os três troféus do Conselho Internacional de Críquete. Ele assinou acordos de patrocínio com Spartan Sports, Amity University e Reebok.

 
Dhoni faturou U$ $30 milhões em 2014 (Foto: AFP)