icons.title signature.placeholder Bruno Andrade, Fellipe Lucena e Thiago Ferri
04/02/2015
08:33

Valdivia tem contrato até agosto, e já falou que tem interesse de renovar, assim como o Palmeiras. O diretor de futebol, Alexandre Mattos, teve um primeiro encontro com o camisa 10. Agora, com o armador de volta ao Brasil (ele passou uma semana tratando no Chile), o dirigente quer aprofundar o diálogo.

– Tivemos uma conversa boa, há o interesse do Palmeiras e do Valdivia, e quando é assim as coisas tendem a caminhar bem. Foi só uma preliminar muito rápida, ele viajou, vamos ver se avança mais em breve – disse.

Diferentemente da postura diretoria na primeira gestão de Nobre, Mattos avisou que não terá novela na negociação com o jogador, que ainda trata a lesão que sofreu na coxa esquerda e não tem data para estrear.

Perguntado sobre o alto salário do Mago, o diretor preferiu despistar sobre uma renegociação de valores - além de quase R$ 500 mil em salários e diretos de imagem, o clube ainda paga cerca de R$ 700 mil mensais ao banco que em 2010 liberou o crédito para compra do jogador.

– O que o torcedor quer saber é se vai renovar, ou se não vai. E se não for, se temos reposição ou vamos ter de buscar...Questão salarial é muito particular de jogador e clube. O que podemos dizer é que o Palmeiras hoje tem um orçamento que está sendo rigorosamente cumprido – avisou.

Mesmo que ainda não tenha avançado nas conversas com o camisa 10, Mattos já teve uma participação indireta para manter o jogador no Verdão. Em 2014, o Mago cansou de cobrar a contratação de jogadores que pudessem dividir a responsabilidade com ele. Para 2015, foram 18 novidades: Aranha, Lucas, João Paulo, Vitor Hugo, Jackson, Victor Ramos, Andrei, Amaral, Gabriel, Arouca, Alan Patrick, Zé Roberto, Robinho, Rafael Marques, Leandro Pereira, Dudu, Kelvin, Ryder.