icons.title signature.placeholder RODRIGO CERQUEIRA
16/06/2014
11:46

Um dia após Xabi Alonso e Fàbregas cobrarem um time mais ofensivo e objetivo contra o Chile, nesta quarta-feira, no Maracanã, o discurso nesta segunda-feira teve um tom mais conservador entre os jogadores da Espanha, no CT do Caju, em Curitiba. O meia Juan Mata, do Manchester United e da Fúria, deixou claro que não há motivos para abandonar o tiki-taka, estilo de jogo na qual a equipe fica com a posse de bola o maior tempo possível e domina o adversário.

- Sabemos os erros que cometemos contra a Holanda. Vamos tentar ganhar e melhorar. Acredito no estilo dessa seleção, pois conquistou êxito. É um estilo que nos permite controlar as partidas, nos permite praticar o futebol que nos deu tanto êxito. Não vejo motivos para mudar a forma de jogar - aifrmou o jogador.


A Fúria foi atropelada pela Holanda (5 a 1), na estreia de ambas as seleções no Grupo B da Copa do Mundo. Seu adversário desta quarta-feira no Maracanã, o Chile, venceu por 3 a 1 a Austrália. Com isso, só resta para a Espanha vencer os chilenos, se possível com uma boa diferença de gols, para seguir com chances de classificação para as oitavas de final.

A ansiedade de dar a volta por cima, vencer o Chile e seguir viva na Copa é clara entre os jogadores da Espanha. O tempo que ainda falta para o jogo parece uma eternidade. O atacante Pedro, que está cotado para ganhar uma vaga entre os titulares, deixou claro que não vê a hora de colocar os pés no Maracanã:

- É verdade que há um pouco de ansiedade, mas só teremos essa oportunidade. O Chile é uma eqipe muito difícil. Estamos bem preparados, não teremos outra oportunidade.