icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/11/2014
14:47

O volante Mascherano revelou, em entrevista ao diário "Olé", que pensou em desistir da seleção argentina após a final da Copa do Mundo. Na ocasião, os albicelestes foram derrotados pela Alemanha por 1 a 0, na prorrogação, e acabaram deixando o Maracanã sem o cobiçado título que não vem há 28 anos.

Bastou uma conversa com Messi nos vestiários para o guerreiro da seleção sul-americana ser demovido da ideia.

E MAIS

HOME: Veja as últimas notícias do futebol internacional
Segue a indefinição sobre o formato do próximo Argentino

- Era uma possibilidade. Estava 50% inclinado a tomar a decisão. Queria deixar a seleção com uma boa imagem. Em seguida, pensei melhor e percebi que esta geração tem tempo para buscar algo para a Argentina. Vamos atrás da Copa América e lutaremos pelo Mundial de 2018. Tenho muita lenha para queimar.

Mais reverenciado do que Messi, Masche foi o verdadeiro herói da campanha albiceleste no Brasil. Na Argentina, afirmava-se que o jogador do Barcelona era capaz de parar um trem.

- Estive muito tempo na seleção. Passei coisas lindas e difíceis. Durante a Copa do Mundo, formamos um grupo muito unido e coeso. Não ficamos com o título, mas algo de muito bom ficou dentro de mim - afirmou o camisa 5, El Jefecito, como é conhecido na terra do tango.

Apesar de sair por cima, Mascherano reconhece que ainda tem cicatrizes emocionais da derrota na decisão para a Alemanha.