icons.title signature.placeholder Bruno Grossi
23/04/2014
07:00

– Com máscara ou sem máscara, sou o mesmo – garantiu Alvaro Pereira ao LANCE!Net.

E é com esse espírito que o lateral-esquerdo promete conquistar o título da Copa do Brasil, que chega à segunda fase para o São Paulo nesta quarta-feira com o duelo contra o CRB-AL no estádio Rei Pelé, às 22h. O palco do confronto é conhecido pelo uruguaio, que atuou na vitória por 1 a 0 sobre o CSA na estreia da competição, e já recebeu show de um dos maiores ídolos da Celeste Olímpica e do Tricolor: Pedro Rocha.

No dia 8 de novembro de 1972, o meia são-paulino fez três gols na goleada por 6 a 2 sobre o CRB e é o maior artilheiro do clube no confronto que já teve quatro edições na história. Além do espírito celeste deixado por El Verdugo no estádio (Pelé era fã de Pedro Rocha), Alvaro contará novamente com sua máscara protetora para a fratura no nariz sofrida na partida de volta contra o CSA.

– Jogo da mesma forma de sempre, não tenho mais cautela para disputar uma bola. Não atrapalha e nem sinto nada. Não gostaria de usar, mas é por precaução. A primeira acabou quebrando domingo contra o Botafogo e por sorte tinha outra que usava na Itália – disse o lateral-esquerdo.

Sem participar da Copa Libertadores da América, grande sonho da torcida, e sem a Copa do Brasil na sala de troféus, o São Paulo quer voltar a dominar o continente e conta com o espírito de luta do defensor mascarado para dar o primeiro passo.

–Temos que pensar todos os dias e todos com a mesma intenção de trabalhar para conseguir o título. Passamos pelas primeiras finais com o CSA e agora temos que entrar no campo respeitando o rival. Coletivamente, crescemos muito e só assim vamos conseguir as coisas. Precisamos seguir trabalhando à procura de nossos objetivos que são o título e a volta à Libertadores – pediu.