icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/12/2013
15:10

Um ano pode mudar muita coisa! Ao fim de 2012 o volante Martinez era tido como peça fundamental para equipe do Náutico. Para o planejamento do ano seguinte, diretoria e torcida contavam com a presença do atleta, que além de cérebro do time era capitão. O novo ano chegou, o Timbu não fez um bom Campeonato Brasileiro, foi rebaixado, e após algumas polêmicas envolvendo o pagamento dos salários do elenco, a saída de Martinez é quase certa.

O presidente Paulo Wanderley, que está nos últimos dias de seu mandato, já que o Náutico terá eleições para o cargo no dia 15 de dezembro, deixou claro que fará de tudo para que o jogador não permaneça no clube em 2014. Outro fator que leva a crer que o volante não fica no Alvirrubro é que os candidatos da oposição também são contra sua manutenção na equipe. Os cartolas não veem mais clima para que ele fique, tendo em vista que ele foi um dos personagens principais no imbróglio dos salários atrasados.

Além de tudo isso, o desempenho do volante de 33 anos caiu durante a temporada de 2013. Ele não conseguiu repetir as atuações em que comandou o meio-campo do time, distribuindo as jogadas de forma primorosa. Sem falar que se machucou algumas vezes.

Martinez possui vínculo com o Náutico até o fim de 2014, mas o contrato possui uma cláusula que dá brechas para a saída. O gerente de futebol Lúcio Surubim revelou que caso o Timbu fosse para a segunda divisão, qualquer uma das duas partes, clube e atleta, poderia desistir de seguir o compromisso até o fim e quebrá-lo ao fim do BR13.