icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
04/11/2014
20:14

Líderes do ranking mundial e campeãs do mundo na classe 49erFX, e agora melhores velejadoras de 2014. Essas são Martine Grael e Kahena Kunze. Nesta terça-feira, as brasileiras foram escolhidas os destaques feminino do ano pela Federação Internacional de Vela (ISAF), durante a Conferência Anual da entidade, em Palma de Mallorca, na Espanha. Além delas, concorriam ao prêmio kitesurfista inglesa Steph Bridge e a windsurfista francesa Charline Picon.

A premiação coroa o bom ano de Martine e Kahena. Além do título mundial em setembro, na Espanha, a dupla ainda faturou as etapas de Hyères e Mallorca da Copa do Mundo, a Semana Olímpica de Garda Trentino, a Copa Brasil e a medalha de ouro no Aquece Rio International Sailing Regatta, evento teste para a Olimpíada de 2016.

– Esse prêmio é o reconhecimento desse ano maravilhoso que tivemos. Estamos muito felizes pela honraria, o que prova que o caminho está certo. O Brasil, apesar de ter várias medalhas e conquistas na vela, não tem cultura náutica – afirmou Martine logo após o anúncio da conquista.

- Esse prêmio pode sim ser uma inspiração para outros jovens do Brasil que estão se dedicando à modalidade. Não é fácil, mas também é possível chegar lá, basta acreditar - destacou Kahena.

- Muita gente nos pergunta sobre os Jogos de 2016, no Rio de Janeiro. A gente tem bastante chão pela frente. 2015 será mais complicado e a gente precisa treinar mais para ganhar - completou.

O prêmio de melhor atleta do ano da Isaf foi criado em 1994. Anteriormente, apenas dois brasileiros tinham conquistado esse título: Robert Scheidt, em 2001 e 2004, e Torben Grael, pai de Martine, em 2009.

Entre os homens, a conquista foi do australiano James Spithill, comandante do barco Oracle, da America’s Cup. Ele foi bicampeão da disputa com a equipe em 2010 e 2013.