icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/04/2014
16:10

Apesar de frizar que não trabalha com uma meta de classificação definida, o técnico do Bahia, Marquinhos Santos, faz questão de dizer que espera que o Tricolor brigue na parte de cima da tabela durante toda a competição.

Para conseguir esse objetivo, o comandante estipula mini-metas. Cumprindo essas mini-metas o comandante diz que o clube chegará ao final do campeonato ocupando uma boa colocação.

- É um campeonato longo, em que não tem como você traçar uma meta para as 38 rodadas. Tem que ter mini-metas. A gente trabalha com mini-metas. Mas vamos trabalhar para manter o Bahia na primeira parte da tabela. É importante para, aí sim quando chegar no último terço da competição, a gente dar o sprint para conseguir algo melhor lá na frente – disse.

Para a disputa de um campeonato tão longo como o Brasileirão, é preciso ter um elenco forte, para isso, o técnico espera a contratação de um camisa 9. Após a negativa de Élton, Lincoln e Talisca seguem se revezando na função.

- É importante (ter esse jogador). Eu tenho dito, desde o começo do ano, que abre um leque de opções para o treinador, principalmente na estratégia de jogo. É importante, porque o campeonato é longo e disputamos simultaneamente a Copa do Brasil. Então se faz necessário. Mas já tivemos êxito na contratação do Henrique, e a diretoria está trabalhando forte para trazer outro camisa 9 para nos dar opções – disse o treinador.