icons.title signature.placeholder Bruno Braz e Rodrigo Ciantar
23/11/2013
08:13

Ficou ainda mais difícil tirar Marlone do Cruzeiro para 2014. Isso porque, a negociação está em um estágio tão avançado que, segundo o LANCE!Net apurou, o jogador já tem até um pré-contrato assinado com o clube mineiro, com direito a multa e tudo em caso de não cumprimento. A operação, porém, só será mesmo finalizada ao término do Campeonato Brasileiro.

O acordo foi assinado por Marlone, seu empresário, Reginaldo Duarte, Cruzeiro, além do grupo de investimentos que vai pagar pela transação. O Vasco não participou desta decisão e ainda vai negociar diretamente com o clube mineiro.

A diretoria cruz-maltina garante que não recebeu proposta alguma do Cruzeiro até o momento. A negociação vem sendo tocada diretamente entre o empresário de Marlone e o grupo de investimentos. Tal situação tem causado certo incômodo em São Januário.

Cruzeiro e empresário, publicamente, negam qualquer acordo por Marlone. O Vasco também tem evitado falar do assunto, com preocupação de que apoiador perca o foco nesta importante reta final do Brasileirão. A má atuação diante do Corinthians, no domingo passado, já serviu de alerta.

Os investidores estão dispostos a pagar a multa contratual, que é de cerca de R$ 6 milhões. Mas, para evitar a Justiça, vai aguardar por uma negociação entre os clubes. O Cruzeiro deverá oferecer jogadores como um plus, algo que foi feito recentemente com o zagueiro Dedé.

Como o Vasco tem grande interesse em ficar com o meia Pedro Ken na próxima temporada, há a possibilidade de que os mineiros cedam parte dos direitos dele ao clube.

O São Paulo chegou a fazer contato esta semana diretamente com o Vasco por Marlone, mas pela situação avançada com o Cruzeiro, o acordo ficou muito difícil de acontecer.

Vasco blindou outras promessas do clube

A iminente saída de Marlone acabou sendo o único insucesso da diretoria na tentativa de blindar as promessas do clube. Ciente de que a equipe profissional estava utilizando em grande número de pratas da casa em 2013, os dirigentes, há cerca de três meses, começaram a realizar reuniões com os respectivos empresários dos jovens.

Ao longo das semanas, o Vasco conseguiu reajustar os salários e prolongar os contratos de Henrique, Luan, Jomar e Thalles. O lateral-esquerdo estendeu o vínculo até 2016, enquanto os zagueiros e o atacante, até 2015.

Desta maneira, o Vasco aumentou a multa rescisória das joias, o que pode dificultar uma futura investida de outros clube nos moldes de como ocorreu com Marlone. Henrique, Jomar, Luan e Thalles foram utilizados como titulares em diversas ocasiões ao longo do ano. Os dois últimos, inclusive, enfrentarão o Cruzeiro, neste sábado, às 19h30, no Maracanã.