icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/11/2014
22:50

O retorno de Mark Webber ao Autódromo de Interlagos, em São Paulo, um pouco mais de um ano após sua despedida da Fórmula 1 no mesmo local, quase terminou em tragédia. Com um pouco menos de meia hora para o fim das 6 Horas de São Paulo – última prova da temporada do Mundial de Endurance (WEC) –, neste domingo, o piloto sofreu um forte acidente ao bater na Curva do Café. Seu carro, um Porsche 919, ficou destruído e até houve um princípio de incêndio. Mas nada grave aconteceu com ele.

Após alguns minutos de apreensão, o australiano deixou o automóvel. Ele foi colocado na maca e levado ao centro médico por precaução, mas acenou para o público. Pelo Twitter, a Porsche informou que o próprio corredor chegou a dizer pelo rádio que estava bem.

Ao lado de Timo Bernhard (ALE) e Brendon Hartley (NZL), Webber tinha obtido a pole position. Eles correm na categoria LMP1, a principal do Mundial de Endurance.


Mark Webber é resgatado por equipe médica na pista em Interlagos (Foto: Marcelo S. Camargo/ Folhapress)

Apesar do acidente com o australiano, a Porsche teve o que comemorar. A equipe desencantou na temporada com a vitória do trio formado por Romain Dumas (FRA), Neel Jani(SUI) e Marc Lieb (ALE), em 249 voltas na corrida. A disputa terminou com o Carro de Segurança na pista por conta da batida de Webber.

Campeões da temporada entre os pilotos, Anthony Davidson (ING) e Sebastien Buemi (SUI), da Toyota, ficaram em segundo. Já o brasileiro Lucas Di Grassi, ao lado de Loïc Duval (FRA) e Tom Kristensen (DIN), da Audi, terminaram em terceiro.

Com os resultados, a Toyota levou o título entre os construtores.

Em seu retorno às pistas, Emerson Fittipaldi não teve tanta sorte na categoria GTE Am, ao lado de Alessandro Pier Guidi (ITA), Jeffrey Segal (EUA). Com roblemas no câmbio do carro, foi apenas o sexto em sua categoria, o 21 no geral.