icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/07/2013
15:01

Mark Muñoz voltou ao UFC em grande estilo após ter superado depressão e lesões. O americano dominou Tim Boetsch e venceu por decisão unânime no UFC 162, que aconteceu no último sábado, em Las Vegas. Muñoz sustenta um cartel de 13 vitórias e três derrotas no MMA, e das suas últimas seis lutas, perdeu apenas para o atual campeão, Chris Weidman, por nocaute. Na coletiva de imprensa pós-evento do UFC 162, o lutador já havia dito que gostaria de ter uma revanche contra Weidman. Entretanto, em entrevista ao site americano "MMAjunkie.com", ele reconheceu que não é o único na fila pelo título.

- Depois de eu ter perdido perdido para Weidman e Vitor Belfort ter vencido Luke Rockhold do jeito que venceu, acho que se eu não ganhar (a disputa de cinturão), Vitor deve receber - disse o americano, que ainda cogitou uma luta para definir o desafiante número um.

- Ou talvez eu e Vitor lutemos pela posição de desafiante, não sei. Talvez Bisping esteja nessa briga também, posso lutar com ele e aí vamos para a disputa de número um. Vamos ver o que acontece - completou.

Logo após o resultado do UFC 162, ambos Michael Bisping e Vitor Belfort postaram mensagens no twitter desafiando Chris Weidman.

O futuro da categoria peso médio do UFC continua uma icógnita até o ex-campeão Anderson Silva se posicionar sobre uma revanche. O presidente Dana White já deixou claro que deseja realizar uma segunda luta entre Spider e Weidman e, apesar de nada oficial ter sido declarado pelo brasileiro, especula-se que ele já teria mudado de ideia e quer a revanche ainda este ano.

Mark Muñoz voltou ao UFC em grande estilo após ter superado depressão e lesões. O americano dominou Tim Boetsch e venceu por decisão unânime no UFC 162, que aconteceu no último sábado, em Las Vegas. Muñoz sustenta um cartel de 13 vitórias e três derrotas no MMA, e das suas últimas seis lutas, perdeu apenas para o atual campeão, Chris Weidman, por nocaute. Na coletiva de imprensa pós-evento do UFC 162, o lutador já havia dito que gostaria de ter uma revanche contra Weidman. Entretanto, em entrevista ao site americano "MMAjunkie.com", ele reconheceu que não é o único na fila pelo título.

- Depois de eu ter perdido perdido para Weidman e Vitor Belfort ter vencido Luke Rockhold do jeito que venceu, acho que se eu não ganhar (a disputa de cinturão), Vitor deve receber - disse o americano, que ainda cogitou uma luta para definir o desafiante número um.

- Ou talvez eu e Vitor lutemos pela posição de desafiante, não sei. Talvez Bisping esteja nessa briga também, posso lutar com ele e aí vamos para a disputa de número um. Vamos ver o que acontece - completou.

Logo após o resultado do UFC 162, ambos Michael Bisping e Vitor Belfort postaram mensagens no twitter desafiando Chris Weidman.

O futuro da categoria peso médio do UFC continua uma icógnita até o ex-campeão Anderson Silva se posicionar sobre uma revanche. O presidente Dana White já deixou claro que deseja realizar uma segunda luta entre Spider e Weidman e, apesar de nada oficial ter sido declarado pelo brasileiro, especula-se que ele já teria mudado de ideia e quer a revanche ainda este ano.