icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
14/07/2013
16:55

Técnico do time sub-20 do Brasil e responsável por estudar os adversários da Seleção, Alexandre Gallo está prestigiado pelo comando da CBF. Além de estar garantido como o técnico nas Olimpíadas de 2016, ele é cotado para substitutir Luiz Felipe Scolari em uma eventual saída do atual comandante após a Copa de 2014.

Esse, pelo menos, é o desejo do presidente da CBF, Jose Maria Marin, que revelou suas intenções em entrevista ao jornal "O Globo", neste domingo.

- Mesmo com qualquer resultado, Felipão continua após a Copa. Se o Felipão tiver proposta e quiser sair, meu candidato é o Gallo. Quero aproveitar o Gallo com o Parreira. Se Felipão continuar, ficam Felipão e Parreira. Eu não mudo. Mas, se o Felipão não quiser continuar no futuro, o Gallo será o treinador - disse.

Marin elogiou o trabalho de Gallo à frente da equipe sub-20 e lembrou que a troca de informações entre os técnicos das Seleções principal e de base será mantida durante a Copa e as Olimpíadas.

- Ele teve propostas de time grande, mas assumiu o compromisso conosco de ir até as Olimpíadas. Pretendo formar uma comissão, um conselho. O Felipão não seria o treinador, mas, na mesma maneira que o Gallo está colaborando com ele agora, haveria reciprocidade na Olimpíada. Mas com o Gallo no comando - comentou Marin.

Técnico do time sub-20 do Brasil e responsável por estudar os adversários da Seleção, Alexandre Gallo está prestigiado pelo comando da CBF. Além de estar garantido como o técnico nas Olimpíadas de 2016, ele é cotado para substitutir Luiz Felipe Scolari em uma eventual saída do atual comandante após a Copa de 2014.

Esse, pelo menos, é o desejo do presidente da CBF, Jose Maria Marin, que revelou suas intenções em entrevista ao jornal "O Globo", neste domingo.

- Mesmo com qualquer resultado, Felipão continua após a Copa. Se o Felipão tiver proposta e quiser sair, meu candidato é o Gallo. Quero aproveitar o Gallo com o Parreira. Se Felipão continuar, ficam Felipão e Parreira. Eu não mudo. Mas, se o Felipão não quiser continuar no futuro, o Gallo será o treinador - disse.

Marin elogiou o trabalho de Gallo à frente da equipe sub-20 e lembrou que a troca de informações entre os técnicos das Seleções principal e de base será mantida durante a Copa e as Olimpíadas.

- Ele teve propostas de time grande, mas assumiu o compromisso conosco de ir até as Olimpíadas. Pretendo formar uma comissão, um conselho. O Felipão não seria o treinador, mas, na mesma maneira que o Gallo está colaborando com ele agora, haveria reciprocidade na Olimpíada. Mas com o Gallo no comando - comentou Marin.