icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/11/2013
15:27

Embaixador do Palmeiras e parte do marketing alviverde, Marcos está mais distante da Academia de Futebol. Por isso, não quis criar um "roteiro" para um documentário sobre 2014, ano do centenário do Verdão. Depois da apresentação do filme em sua homenagem, o ex-goleiro apenas torceu para que o título da Série B venha nesta terça, em jogo contra o Paysandu. Sobre a temporada que vem, ele só disse ser favorável à permanência do técnico Gilson Kleina.

- Filme do ano que vem é complicado. A gente só sabe do filme deste ano, quem vai ser campeão brasileiro e da Série B. O que vai acontecer no ano que vem, todo torcedor espera que seja um final feliz - disse o ex-camisa 12, antes de defender o treinador.

- Sou a favor de o Kleina ficar, por ter disputado a Série B, chegando no ano passado, com o time para cair e permanecendo durante toda a Série B. Tinha de continuar, no meu ponto de vista, mas não sou eu que decido. Está cheio de gente e diretores para definir o futuro do Kleina. Torço para que permaneça - acrescentou.

O desejo de Marcos não é inviável. Conforme o LANCE!Net revelou nesta terça-feira, o Palmeiras até procurou o argentino Marcelo Bielsa, mas sua alta pedida salarial atrapalhou. Com isto, já se iniciaram as conversas para que Kleina renove com o time.

Outro tema pendente no clube é o acerto da divisão de cadeiras no Allianz Parque. Enquanto a WTorre deseja poder comercializar todas elas, o Palmeiras considera que o certo é dar 10 mil assentos especiais à construtora. Sem acerto por enquanto, as partes vão para a mediação e, caso nem assim o impasse se resolva, uma corte arbitral tomará a decisão. Embora o presidente da empresa, Walter Torre, tenha ameaçado em entrevista ao L!Net interromper a obra, Marcos não vê chance de atraso - a previsão de entrega é para o segundo semestre de 2014.

- Essa parte das brigas de contrato estou bem por fora. Mas as obras continuam. Moro de frente para o estádio e vejo todo dia colocando alguma coisa lá. Acho que a entrega na previsão é para maio ou junho. Só importante o torcedor saber que vai ter uma das maiores arenas do mundo. Espero que os presidentes do Palmeiras e da construtora possam chegar a um acordo - completou.