icons.title signature.placeholder Bernardo Cruz
04/03/2014
00:41

O presidente da Federação Paulista de Futebol, Marco Polo Del Nero, preferiu não devolver os ataques do ex-presidente do Corinthians, Andrés Sanchez. Presente no Camarote da Brahma no desfile do Rio de Janeiro nesta segunda-feira, o dirigente afirmou que as declações de que a sua sucessão de José Maria Marin na presidência da CBF são de cunho pessoal.

- É um direito das pessoas em fazer críticas. Ele (Andrés) está fazendo o papel dele. É uma opinião pessoal - afirmou Del Nero, que não quis confirmar que irá, de fato, ser candidato da situação na CBF nas eleições deste mês.

Sobre o andamento das obras para a Copa do Mundo, Marco Polo Del Nero mostrou otimismo e um pouco de preocupação na reta final, mas garantiu que tudo estará pronto.

- Estamos otimistas. Claro que existe uma ansiedade e preocupação com essa reta final. Mas quando a bola rolar, tudo estará pronto e a torcida presente. É momento de união. Tudo no Brasil demora, faz no último dia, mas sai - declarou.