icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
09/02/2015
12:19

O treinador Marcelo Oliveira indica que o Cruzeiro precisará focar na contratação de mais um armador, e citou a situação que o time viveu no empate em 1 a 1 com a Caldense, neste domingo, no Mineirão.

- Temos de ter muito cuidado para não sermos afoitos nas contratações, ficarmos com muitos jogadores para uma posição e ter buracos em outras, como por exemplo, termos um segundo jogador para a posição do Arrascaeta. Isso nos fez falta contra a Caldense.

O treinador cruzeirense disse que o time sentiu a falta de um criador, já que não pode contar com o recém-contratado.

E MAIS:
> Cruzeiro pretende fechar logo com mais um atacante
> Veja como foi o empate do Cruzeiro com a Caldense

- A Caldense é boa, dará trabalho neste Mineiro. Mas nos faltou mobilidade. Arrascaeta seria o jogador ideal para esta partida, pois é criativo. Ele não resolveria o jogo sozinho, mas criaria uma nova situação. Tentei colocar o Judivan, mas ele não é um especialista.

Para finalizar, Marcelo Oliveira criticou a morosidade da CBF para regularizar os jogadorees. Ele disse não entender como um atleta que teve a documentação enviada no dia 22 de janeiro, tenha entrado e saído do BID e, no fim das contas, não pudesse entrar em campo por questões meramente burocráticas.

- De forma estranha ele fica entrando e saindo com uma facilidade do Boletim que a gente não entende. Lá na espanha tivemos  caso do Lucas Silva. Ele acertou a saída do Cruzeiro para o real e na semana seguinte estava no banco de reservas. Não tivemos o Arrascateta e perdemos dois pontos importantes - disse.