icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/03/2014
14:20

Marcelo Oliveira e Dagoberto se envolveram em uma suposta discussão no intervalo da partida entre Cruzeiro e Defensor Sporting (URU), na quinta-feira passada, no vestiário do Mineirão. Na ocasião, ele deixou o campo para a entrada do volante Rodrigo Souza, o que teria revoltado o atacante.

Treinador e jogador não desmentem a existência da discussão, a qual tratam como natural, mas garantem que não há clima ruim na Toca da Raposa 2.

– Estamos há um ano e três meses no Cruzeiro e talvez as pessoas estavam mal acostumadas, sentindo falta de alguma coisa para agitar e ter notícia diferente. Pode ser que alguém que não seja do futebol não entenda um vestiário de intervalo de jogo. Às vezes é necessário falar alto e orientar de forma não muito educada. O jogador tem brio e não gosta de sair. Eu, quando jogava, também não gostava de sair, mas não teve nada – disse o técnico cruzeirense, que ainda completou:

– Foi um vestiário tranquilo, o jogador queria jogar mais, mas era necessário naquele momento recompor, pois tivemos o Nilton expulso. Recompusemos o time e foi bom, fizemos o segundo gol. Não foi nada fora do normal, foi tudo tranquilo. O que me preocupa é porque (a informação) vem de dentro do vestiário para fora, então a preocupação é que possa ter alguém dentro do vestiário criando nova situação para o Cruzeiro.

Dagoberto adota discurso semelhante ao de Marcelo Oliveira. O atacante garante que ele apenas esboçou o desejo de seguir em campo.

– Foi um vestiário tranquilo, o jogador queria jogar mais, mas era necessário naquele momento recompor, pois tivemos o Nilton expulso. Recompusemos o time e foi bom, fizemos o segundo gol. Não foi nada fora do normal, foi tudo tranquilo. O que me preocupa é porque (a informação) vem de dentro do vestiário para fora, então a preocupação é que possa ter alguém dentro do vestiário criando nova situação para o Cruzeiro – declarou o atleta, que seguiu comentando o caso:

– Nosso grupo é muito bom, o Marcelo tem o grupo na mão, nos respeitamos muito. Até entendo isso, das pessoas colocarem alguma coisa. Estamos aqui novamente falando, como vim falar das coisas da internet há um tempo, que eram fake, não tem problema algum. Está um clima gostoso, todos querendo o melhor para o Cruzeiro. Na minha carreira sempre foi assim, sempre busquei fazer tudo com uma intensidade muito grande. As pessoas entendem errado algumas vezes, mas é sempre em prol do Cruzeiro. Estou tranquilo.