icons.title signature.placeholder Daniel Guimarães
22/03/2014
09:07

Com apenas 11 gols sofridos, o Vasco é a equipe com a melhor defesa do Campeonato Carioca. Porém, este retrospecto não ocorre apenas pelo bom trabalho da zaga, mas se deve também à colaboração de outros jogadores – principalmente do ataque –, mostrando que a união está fazendo a força do Gigante da Colina nesta temporada.

Durante as partidas, é possível ver que o atacante Edmilson, jogador mais avançado da equipe e artilheiro do Estadual com oito gols, ajudar na marcação, acompanhando os laterais adversários ou voltando nas cobranças de escanteio. Outro atleta que também ajuda bastante é Everton Costa, usando a sua velocidade para ocupar bem os espaços do campo e não dar oportunidade para que os volantes e laterais adversários avancem.

O técnico Adilson Batista elogiou o fato de a marcação do time ser iniciada pelos homens de frente e destacou que os volantes, independentemente de quem entre, estão jogando mais adiantados, o que também contribui para a solidez da defesa.

– É importante começar a marcação mais adiantada. O Edmilson tem essa consciência, Everton (Costa) também nos ajuda. São jogadores que têm uma noção disso e sabem onde roubar a bola. Guiñazú, Aranda, Pedro Ken e Fellipe Bastos estão adiantando a marcação também e é por isso que temos a defesa menos vazada do campeonato. Vejo que essa marcação que começa lá na frente, tem feito com que os nossos jogos fiquem mais controlados – disse Adilson.

Além de ganhar moral com o treinador e ajudar os companheiros da defesa, os jogadores de frente contribuem para que o Gigante da Colina saia das partidas cada vez mais vezes com a vitória. A torcida cruz-maltina agradece por este “acúmulo de funções”.

UM POR TODOS, TODOS POR UM

A união do elenco vascaíno não é só para ajudar a defesa. No outro extremo do campo, Edmilson briga para ser o artilheiro isolado do Campeonato Carioca. Ele tem oito gols, o mesmo número de Carlinhos, do Madureira. Por isso mesmo, no que depender do elenco, o atacante vai conseguir.

– Vejo que eles estão unidos para isso. É um relacionamento muito bom, com respeito, brincadeiras, mas com seriedade. Esse é um dos objetivos. Por isso, vamos tentar ajudá-lo nesta briga – garantiu o técnico Adilson Batista.