icons.title signature.placeholder Rodrigo Vessoni
08/04/2014
14:20

Mano Menezes nunca escondeu que foi incumbido da responsabilidade de realizar o processo de reformulação do elenco do Corinthians. Depois das saídas de Paulo André, Pato, Ibson, Zizao, Edenilson, Maldonado, Alessandro e Douglas, a bola da vez é Emerson Sheik, que está perto de ser negociado com o Botafogo.

Na visão do treinador, a saída do multicampeão e herói da conquista da Libertadores de 2012 será importante porque permitirá a outro atleta marcar seu nome na história do clube do Parque São Jorge.

- A questão é o conjunto da obra. Você tenta fazer o melhor para todas as partes e busca uma solução com o respeito que se tem pela trajetória dele. Com o entendimento que se tem do futebol e o que significa a motivação para o atleta, você abre caminho para um novo jogador percorrer a mesma trajetória ou se aproximar muito dela - afirmou o comandante do Timão, em entrevista coletiva na manhã desta terça-feira no CT Joaquim Grava.

Sheik não faz gol com a camisa do Corinthians há cerca de oito meses. Após as duas conquistas do ano passado (Estadual e Recopa Sul-Americana), o atacante foi mais notícia fora de campo do que dentro das quatro linhas.