icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/12/2013
13:00

No início da tarde desta quarta-feira, Mano Menezes foi anunciado de forma oficial pelo Corinthians como o novo treinador da equipe para a próxima temporada. Poucos minutos depois da confirmação por parte do diretor de futebol Roberto de Andrade, o futuro comandante emitiu uma nota em seu site oficial e falou do acerto com o Timão.

No comunicado, Mano reconheceu que as conquistas recentes da era Tite aumentam a pressão e a responsabilidade da sua volta ao Parque São Jorge, clube em que, de janeiro de 2008 à maio de 2010, comemorou três títulos.

VEJA O COMUNICADO DO NOVO TREINADOR ALVINEGRO:

"É a segunda vez que vou ocupar este cargo e espero poder atender a confiança em mim depositada, mantendo o Corinthians sempre entre os primeiros. Sei que os tempos são outros, mas espero que as vitórias conquistadas nos últimos anos só tenham reforçado o espírito de união que conheci e admirei na minha primeira passagem.

Sempre disse, porque acredito muito nisso, que os adversários devem estar do lado de fora do parque São Jorge e que, quando todos entendemos isso, as chances de sucesso aumentam muito. O Corinthians nos últimos anos vem tornando realidade tudo que a Fiel sempre sonhou. Foram conquistados a Libertadores, o Bi-mundial e está sendo terminado o estádio próprio.

Estas conquistas colocaram o clube em destaque no mundo do futebol, aumentando a responsabilidade de todos, logo, as exigências são maiores. Precisamos responder com resultados e para isso é necessário que cada um faça bem a sua parte.

Nossos planos para 2014 serão explicados para todos quando nos apresentarmos, no dia 03 de Janeiro, e trabalharemos durante o final de ano para que, de forma organizada, tudo esteja preparado para um bom inicio de temporada. Para evitar especulações e falsas expectativas, ressalto que todas as decisões sobre saída ou chegada de atletas serão tomadas em conjunto com a direção de futebol e sempre comunicadas pelo Clube.

Feliz Natal e uma ótima passagem de ano a todos!"