icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/03/2014
07:00

Mano Menezes preferiu não responder a Daniel Alves, jogador do Barcelona (ESP) e da Seleção Brasileira, depois da vitória corintiana por 4 a 0 sobre o Linense, nesta quarta-feira.

Na África do Sul, o lateral-direito afirmou em entrevista coletiva que os jogadores precisavam "desse respeito (de Luiz Felipe Scolari e Carlos Alberto Parreira) no banco de reservas, dois campeões do mundo". Indiretamente, ele criticou Mano, antecessor de Felipão, que comandou a Seleção entre agosto de 2010 e novembro de 2012, com fracassos na Copa América de 2011 e na Olimpíada de Londres no ano seguinte.

Mano disse apenas que, enquanto esteve na Seleção, Daniel Alves sempre foi elegante.

– Não sinto nada (sobre a declaração de Daniel Alves). Não estou mais envolvido com a Seleção. Penso que todo mundo tem direito a dar opinião, temos de respeitar. Comigo, ele sempre foi elegante quando estive lá, é o que interessa. Em entrevista, às vezes escapa uma coisa ou outra, a pessoa não consegue se expressar de alguma maneira – disse Mano.

O técnico do Corinthians ainda brincou com o estilo de Daniel Alves, que se apresentou em Johannesburgo, onde a Seleção goleou a África do Sul por 5 a 0, com chapéu, jaqueta de couro e sapato azuis.

– Gostei muito do chapéu dele! – disse Mano, rindo.