icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/07/2013
21:15

Superior ao Botafogo no segundo tempo, o Flamengo conseguiu valer das substituições de Mano Menezes no intervalo para conseguir o empate em 1 a 1, neste domingo, no Maracanã. Após o jogo, o treinador explicou por que lançou Luiz Antonio e Adryan logo na volta para a etapa final e como conseguiu também neutralizar alguns pontos do adversário. Inicialmente, a entrada do volante no lugar de Diego Silva foi para melhorar a saída de bola.

– Luiz Antonio é um segundo volante. Perdemos um pouco de pegada no meio, mas não precisávamos disso tudo no momento. Tinha de priorizar a saída de bola – comentou o treinador rubro-negro.

Com a entrada de Adryan, por sua vez, Mano frisou que não só deu mais opção para a criação como também modificou a maneira de o Botafogo se posicionar em campo, especialmente do camisa 10 do Alvinegro, Seedorf.

– Adryan entrou para ser o segundo armador e dificultar a criação do Botafogo. A partir de um certo momento, eles tiraram o homem de lado, abriu os atacantes e colocou Seedorf para ser o homem central e segurar Luiz Antonio quando ele tentava avançar para sair jogando – disse Mano.

Com o resultado, o Rubro-Negro saiu da zona de rebaixamento chegando aos 10 pontos, trocando de lugar na tabela com o Fluminense. O próximo desafio é diante do Bahia, na próxima quarta, em Salvador.

Com gol aos 49 minutos mano exalta grupo

Superior ao Botafogo no segundo tempo, o Flamengo conseguiu valer das substituições de Mano Menezes no intervalo para conseguir o empate em 1 a 1, neste domingo, no Maracanã. Após o jogo, o treinador explicou por que lançou Luiz Antonio e Adryan logo na volta para a etapa final e como conseguiu também neutralizar alguns pontos do adversário. Inicialmente, a entrada do volante no lugar de Diego Silva foi para melhorar a saída de bola.

– Luiz Antonio é um segundo volante. Perdemos um pouco de pegada no meio, mas não precisávamos disso tudo no momento. Tinha de priorizar a saída de bola – comentou o treinador rubro-negro.

Com a entrada de Adryan, por sua vez, Mano frisou que não só deu mais opção para a criação como também modificou a maneira de o Botafogo se posicionar em campo, especialmente do camisa 10 do Alvinegro, Seedorf.

– Adryan entrou para ser o segundo armador e dificultar a criação do Botafogo. A partir de um certo momento, eles tiraram o homem de lado, abriu os atacantes e colocou Seedorf para ser o homem central e segurar Luiz Antonio quando ele tentava avançar para sair jogando – disse Mano.

Com o resultado, o Rubro-Negro saiu da zona de rebaixamento chegando aos 10 pontos, trocando de lugar na tabela com o Fluminense. O próximo desafio é diante do Bahia, na próxima quarta, em Salvador.

Com gol aos 49 minutos mano exalta grupo