icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
29/07/2013
10:38

O empate diante do Botafogo nos últimos minutos do clássico de domingo mostrou que o time de Mano Menezes não esmoreceu em momento nenhum, mesmo com o placar adverso pouco antes do fim do jogo. Nitidamente superior ao Alvinegro na segunda etapa, o Rubro-Negro acertou duas bolas na trave de Jefferson e ainda teve dois gols anulados. Para o treinador, uma derrota seria um resultado totalmente injusto, ainda mais pelo poder de reação da equipe.

- Seria criminoso se perdêssemos com o volume que tivemos no segundo tempo e as oportunidades que criamos. O resultado premia a capacidade de superação da equipe. Em outros momentos, em um campeonato longo como esse, você vai precisar dessa capacidade de superação. Não se pode perdê-la. Na medida em que ela é premiada, ela se reforça. Ao tomar um gol, você esmorece, sente que tudo o que fez foi em vão. Mas trabalhei muito isso essa semana. Ninguém vai conseguir fazer um bom Flamengo se não nos dedicarmos muito - comentou o treinador.

Com um grupo jovem e em formação, Mano pede calma, pois já vê uma evolução da equipe, mesmo que pouco significativa. Há poucos dias, o treinador comemorou em uma rede social o crescimento do elenco rubro-negro.

- Pedir calma no futebol brasileiro é uma utopia, mas é o que precisamos. Temos muitos jogadores jovens no Campeonato Brasileiro, que é muito duro para se formar uma equipe ou um elenco. Estamos qualificando naturalmente, fazendo com que os jovens melhorem individualmente. Temos de aprender a dirigir mais a equipe, conversar um pouco mais com a arbitragem, como eu vi o Seedorf fazendo. Isso faz parte de um jogo como esse, nós temos de conviver com isso. Os jogadores experientes fazem uso desta condição. Não precisa ser velho para ficar experiente - disse.

O único reforço desde a chegada de Mano foi o lateral-esquerdo André Santos. Porém, o jogador ainda não tem data para estrear e segue realizando trabalhos especiais de condicionamento físico.

Na volta ao Maraca, Fla arranca empate contra o Botafogo

O empate diante do Botafogo nos últimos minutos do clássico de domingo mostrou que o time de Mano Menezes não esmoreceu em momento nenhum, mesmo com o placar adverso pouco antes do fim do jogo. Nitidamente superior ao Alvinegro na segunda etapa, o Rubro-Negro acertou duas bolas na trave de Jefferson e ainda teve dois gols anulados. Para o treinador, uma derrota seria um resultado totalmente injusto, ainda mais pelo poder de reação da equipe.

- Seria criminoso se perdêssemos com o volume que tivemos no segundo tempo e as oportunidades que criamos. O resultado premia a capacidade de superação da equipe. Em outros momentos, em um campeonato longo como esse, você vai precisar dessa capacidade de superação. Não se pode perdê-la. Na medida em que ela é premiada, ela se reforça. Ao tomar um gol, você esmorece, sente que tudo o que fez foi em vão. Mas trabalhei muito isso essa semana. Ninguém vai conseguir fazer um bom Flamengo se não nos dedicarmos muito - comentou o treinador.

Com um grupo jovem e em formação, Mano pede calma, pois já vê uma evolução da equipe, mesmo que pouco significativa. Há poucos dias, o treinador comemorou em uma rede social o crescimento do elenco rubro-negro.

- Pedir calma no futebol brasileiro é uma utopia, mas é o que precisamos. Temos muitos jogadores jovens no Campeonato Brasileiro, que é muito duro para se formar uma equipe ou um elenco. Estamos qualificando naturalmente, fazendo com que os jovens melhorem individualmente. Temos de aprender a dirigir mais a equipe, conversar um pouco mais com a arbitragem, como eu vi o Seedorf fazendo. Isso faz parte de um jogo como esse, nós temos de conviver com isso. Os jogadores experientes fazem uso desta condição. Não precisa ser velho para ficar experiente - disse.

O único reforço desde a chegada de Mano foi o lateral-esquerdo André Santos. Porém, o jogador ainda não tem data para estrear e segue realizando trabalhos especiais de condicionamento físico.

Na volta ao Maraca, Fla arranca empate contra o Botafogo