icons.title signature.placeholder Gabriel Carneiro
06/07/2014
20:53

Sem contato com a imprensa desde o início da pausa do Brasileirão para a Copa do Mundo, o técnico Mano Menezes voltou a falar neste domingo, logo após a goleada por 4 a 1 em amistoso contra o Uberaba, no estádio Uberabão. Apesar do baixo nível do adversário, que se prepara para a disputa da Terceira Divisão do Campeonato Mineiro, o comandante aprovou a atuação do Timão e o ritmo da partida, intenso durante os 90 minutos. Os gols foram marcados por Luciano, Jadson, Elias e Renato Augusto, mas o terceiro teve um gosto especial para o gaúcho.

- O Elias passa confiança para os outros jogadores, que mesmo com uma marcação próxima, você pode jogar que não vai perder a bola. Isso é muito importante na passagem pelo meio-campo. O gol é um detalhe. Até tem características de gol do Elias, né? Bate, rebate, volta pra ele... Até brincamos no vestiário. É importante voltar assim, passar essa imagem para o torcedor e a confiança para a equipe. Temos muito para crescer com esses jogadores, com um grupo mais qualificado que temos hoje - afirmou o confiante Mano Menezes.

Além de Elias, que já treinava com o grupo antes da parada da Copa, mas só agora está regularizado, o Corinthians ainda se reforçou com o meia uruguaio Nicolás Lodeiro, o zagueiro Anderson Martins e o atacante paraguaio Ángel Romero. Dos três, o representante corintiano na Copa do MUndo chega a São Paulo nesta segunda-feira e deve se apresentar ao clube na terça. Já Anderson ainda não está 100% fisicamente e nem entrou no amistoso deste domingo. Por último, Romero atuou quase todo o segundo tempo e conseguiu mostrar serviço ao professor.

- Ele (Romero) ainda está sofrendo na adaptação dos treinamentos. No Brasil nós treinamos diferente do que acontece na América Latina em geral. Ele ainda está um pouco pesado em relação a tempo de reação, esses detalhes, mas é um jogador que traz uma movimentação diferente para a parte ofensiva. Ele não vem só para fazer o pivô na jogada curta por dentro. Ele se movimenta por trás da linha de defesa. Isso abre a marcação para outros jogadores receberem a bola por dentro, dificulta. Ele é um jogador que chegou, e a tendência é crescer muito com a gente, e a equipe se aproveitar disso - aposta o treinador, consultado antes da contratação do paraguaio por um grupo de empresários.

A delegação do Corinthians retorna para São Paulo ainda neste domingo e tem folga na segunda-feira. No dia seguinte, o grupo se reapresenta e provavelmente não contará com a presença do volante Guilherme, em negociação avançada com a Udinese, da Itália. Ainda assim, Mano tem confiança total no elenco corintiano para o segundo semestre.

- O Corinthians sempre tem de ter ambição de vencer os campeonatos. Tratar isso de uma maneira ou de outra depende da estratégia que você estabelece. Estávamos muito em transformação, achávamos que era necessário, e sabíamos que teríamos uma oscilação maior. Hoje a equipe está mais estável naquilo que faz dentro de campo. Está consciente na busca pelas vitórias e isso vai se refletir na segunda metade do Campeonato Brasileiro.