icons.title signature.placeholder Luiz Gustavo Moreira e Paulo Victor Reis
26/11/2014
06:11

A escolha de Carlos Eduardo Pereira como novo presidente do Botafogo vai promover uma série de mudanças no clube. No futebol, alterações também devem ser feitas. De acordo com a apuração do LANCE!Net, o técnico Vagner Mancini e o diretor de futebol Wilson Gottardo devem deixar o clube ao fim da temporada. A ideia da nova direção, porém, é de, neste momento, levar apoio a todos, entre jogadores e comissão técnica, que ainda lutam contra o rebaixamento. Carlos Eduardo Pereira contou, logo após ser eleito, que a a nova gestão ainda está definindo a futura diretoria.

O nome do novo vice-presidente de futebol ainda não está oficialmente definido. No entanto, Antonio Carlos Mantuano, que levou muito apoio à Chapa Ouro, vencedora na eleição, deve assumir este cargo.

Carlos Alberto Torres (foto acima, ao centro), o Capita, deve ser nomeado Ministro do Esporte do Botafogo. A ideia é de que ele represente o Botafogo internacionalmente e seja uma importante peça para atrair investidores ao clube.

O vice-presidente jurídico será Domingos Fleury. Ele substitui Alberto Macedo, que negociava a volta do clube ao Ato Trabalhista. 

Gustavo Noronha, importante nome político do grupo Mais Botafogo, de Carlos Eduardo Pereira, vai assumir um cargo ligado ao futebol. Ele atuará numa função muito parecida com a do atual gerente-executivo Aníbal Rouxinol, que pode permanecer no clube.

Márcio Padilha, que já atuou no marketing do clube há alguns anos, deve assumir a vice-presidência de comunicação social.

A nova diretoria deve se reunir às 12h desta quarta-feira em General Severiano. Carlos Eduardo Pereira disse que pretende ir ao treino desta quarta.