icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/07/2013
10:33

Assim como fizeram após a primeira partida contra o Newell's Old Boys, no Colosso del Parque, os jogadores do Atlético-MG tiveram que explicar mais uma derrota fora de casa por 2 a 0. Desta vez, no Defensores del Chaco, diante do Olimpia, na final da Libertadores. Semelhante, também, à ocasião passada, o pensamento dos jogadores foi um só: é possível reverter o resultado e sagrar-se campeão da Libertadores na próxima semana, no Mineirão.

- Temos que continuar acreditando. Já revertemos duas vezes, não é agora que vamos deixar de acreditar. Teremos 70 mil empurrando a gente. Hoje a equipe não jogou bem, mas vamos continuar acreditando, que dá ainda - comentou Diego Tardelli, referindo-se ao público no Mineirão, local da partida decisiva da semana que vem.

- Temos que ser otimistas, vamos triplicar o número de torcedores, vamos jogar em um palco lindo, que vai virar um caldeirão, vamos nos entregar por inteiro para conseguir o título - disse Pierre, também se referindo à força da Massa atleticana.

MAIS:
> Atlético-MG perde primeiro jogo da final contra o Olimpia
> Cuca perde os dois laterais titulares para o jogo decisivo

Herói nos últimos duelos em Belo Horizonte, o goleiro Victor também não jogou a toalha e mostrou confiança em mais um milagre atleticano dentro da capital mineira.

- Nós já revertemos uma vez, não tem nada decidido. Temos chances de reverter mais uma vez, agora dentro da nossa casa - concluiu o goleiro.

Jogadores, diretores e torcedores do Galo aumentam ainda mais a onda "Yes, We CAM" que tomou conta da equipe quando o time ainda precisava reverter o resultado contra o Newell's Old Boys. Mais uma vez, o Atlético terá que vencer bem dentro de casa e buscar o título inédito da Copa Libertadores, desta vez, triunfando diante do Olimpia, no próximo dia 24.

Assim como fizeram após a primeira partida contra o Newell's Old Boys, no Colosso del Parque, os jogadores do Atlético-MG tiveram que explicar mais uma derrota fora de casa por 2 a 0. Desta vez, no Defensores del Chaco, diante do Olimpia, na final da Libertadores. Semelhante, também, à ocasião passada, o pensamento dos jogadores foi um só: é possível reverter o resultado e sagrar-se campeão da Libertadores na próxima semana, no Mineirão.

- Temos que continuar acreditando. Já revertemos duas vezes, não é agora que vamos deixar de acreditar. Teremos 70 mil empurrando a gente. Hoje a equipe não jogou bem, mas vamos continuar acreditando, que dá ainda - comentou Diego Tardelli, referindo-se ao público no Mineirão, local da partida decisiva da semana que vem.

- Temos que ser otimistas, vamos triplicar o número de torcedores, vamos jogar em um palco lindo, que vai virar um caldeirão, vamos nos entregar por inteiro para conseguir o título - disse Pierre, também se referindo à força da Massa atleticana.

MAIS:
> Atlético-MG perde primeiro jogo da final contra o Olimpia
> Cuca perde os dois laterais titulares para o jogo decisivo

Herói nos últimos duelos em Belo Horizonte, o goleiro Victor também não jogou a toalha e mostrou confiança em mais um milagre atleticano dentro da capital mineira.

- Nós já revertemos uma vez, não tem nada decidido. Temos chances de reverter mais uma vez, agora dentro da nossa casa - concluiu o goleiro.

Jogadores, diretores e torcedores do Galo aumentam ainda mais a onda "Yes, We CAM" que tomou conta da equipe quando o time ainda precisava reverter o resultado contra o Newell's Old Boys. Mais uma vez, o Atlético terá que vencer bem dentro de casa e buscar o título inédito da Copa Libertadores, desta vez, triunfando diante do Olimpia, no próximo dia 24.