icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/06/2014
11:21

O clima em Campinas está pesado. Mesmo classificados para as oitavas de finais da Copa do Mundo do Brasil, os jogadores da seleção nigeriana cancelaram o treino da quinta-feira. A reivindicação seria pela premiação por ter avançado de fase.

De acordo com Collin Udoh, jornalista nigeriano da Suppersports TV, os jogadores já teriam que receber uma premiação apenas por participar da competição e um bônus extra ao classificar para as oitavas de finais.

Os valores não foram revelados. Mas, ainda segundo Collin, a questão não é a quantia mas a data em que o prêmio será pago.

- Eu estava em Porto Alegre para o jogo contra a Argentina e vi que um secretário da federação foi para a Nigéria. Eu só não sei quando ele volta. O problema para os jogadores não é o valor, mas sim quando eles vão receber esse pagamento, já que em caso de eliminação para a França eles vão cada um para um lado e podem não receber o dinheiro nunca mais – disse Udoh, em entrevista ao site globoesporte.com

A Nigéria não foi a única seleção a ter problemas desse tipo. Camarões e Gana também demonstraram resistência por questões financeiras. O avião dos camaroneses atrasou por que os jogadores se recusaram a viajar enquanto não chegassem a um acordo.

Já a seleção de Gana se recusou a treinar e ameaçou não entrar em campo diante de Portugal, em partida válida pela última rodada da fase de grupos. O jogo só aconteceu por que o país enviou cerca de US$100 mil (aproximadamente R$220 mil) por atleta.

Teoricamente, a Nigéria volta a campo na segunda-feira, às 13h para enfrentar a França, no estádio Mané Garrincha, em Brasília.