icons.title signature.placeholder VINÍCIUS PERAZZINI
24/06/2014
12:06

Estados Unidos e Alemanha se enfrentam nesta quinta-feira, no Recife, e o departamento de defesa americano fez um pedido informal inusitado para o policiamento em Pernambuco. Hospedados ao lado da praia de Boa Viagem, a mais famosa da cidade, os americanos sugeriram a ideia de fechar um pedaço da orla para ter maior segurança. Porém, antes mesmo de a questão virar uma solicitação formal ao governo, ela foi recusada em reunião pelo coordenador do Centro Integrado de Comando e Controle Regional, Alexandre Lucena.

- Logicamente, haverá um reforço de segurança, principalente um reforço na inteligência. Com relação a fechar a praia, a legislação brasileira não permite isso e eu não permitiria. Houve uma sondagem sobre isso da parte dos americanos, mas não há condições. A rua do hotel também não será fechada. A interdição ocorrerá somente quando o ônibus da delegação estiver nela. A rua tem moradores, a vida da cidade precisa seguir. Porém, teremos muitos policiais ali, não tenham dúvidas - disse Alexandre Lucena.

Membros do FBI (Polícia Federal Americana) estão trabalhando em Recife, dialogando com a polícia local sobre questões de inteligência. A delegação americana desembarca nesta terça-feira, às 17h, repleta de aparatos de segurança.

- Temos 700 policiais trabalhando na inteligência, há policiais onde nem se imagina. Estamos tomando o maior cuidado com relação a este jogo. Tudo será feito com a maior discrição possível, mas na maior segurança. O apoio dos americanos, nos passando informes, tem sido muito proveitoso. Inclusive, eles nos fazem visitas desde o ano passado - falou Alexandre Lucena.

Assim como ocorreu com as demais seleções no Recife, o exército ficará posicionado na porta do hotel americano. Porém, se houver necessidade, haverá deslocamento pelas ruas para proteger a delegação dos Estados Unidos.