icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
21/03/2014
16:05

Borussia Dortmund e Real Madrid se enfrentam nas quartas de final da Liga dos Campeões da Europa bem diferentes do último encontro, no ano passado, pela semifinal da competição. Vencedores na ocasião, os alemães estão mais enfraquecidos, enquanto os espanhóis se fortaleceram com as últimas quedas.

Em 2013, o Borussia Dortmund era bem mais do que um azarão perdido entre os gigantes europeus. Com um bicampeonato alemão na bagagem, a equipe foi avançando na Champions até encontrar os merengues e vencê-los por 4 a 1 no jogo de ida, com quatro gols do artilheiro Lewandowski. Na volta, no Santiago Bernabéu, uma derrota por 2 a 0 assegurou os aurinegos na final do torneio.

Dias antes da final, o Borussia Dortmund já começaria a sofrer o desmanche. O meia Götze, cérebro do time, foi vendido ao Bayern de Munique, justamente o adversário na decisão de Wembley, palco da derrota para os bávaros, no final de maio.

A temporada seguinte não teve tantas alegrias. O Borussia recebeu a notícia da venda de Lewandowski para o Bayern de Munique (será apresentado apenas em julho) e contou com o departamento médico cheio durante grande parte de 2013-2014, um dos motivos que desencadearam na queda de produção da equipe do técnico Jürgen Klopp.

E MAIS

HOME: Veja as últimas notícias do futebol internacional
Quartas de final da Champions terá um clássico espanhol
Chelsea e PSG fazem duelo dos gastadores da Europa
Quem avança. Real Madrid ou Borussia Dortmund?

Aos trancos e barrancos, o Borussia conseguiu avançar na Champions e entrar na briga pelo vice-campeonato alemão. Hoje, é o menos favorito dos oito postulantes à Orelhuda.

A trajetória do Real Madrid foi inversa. A temporada de 2012-2013 terminou com apenas o título da Supercopa da Espanha, muito pouco para as pretensões ambiciosas do clube ibérico. A equipe treinada por José Mourinho fracassou na Liga dos Campeões, Campeonato Espanhol e Copa do Rei.

Depois de começo da temporada em marcha lenta, o atacante Cristiano Ronaldo foi desequilibrando partidas e atingindo números relevantes até vencer a votação de melhor jogador do mundo depois de quatro anos consecutivos assistindo Messi leva a Bola de Ouro.

Na edição atual Liga dos Campeões, o Real Madrid tem o melhor ataque (29 gols) e a melhor campanha ao lado do Atlético de Madrid: 7 vitórias, um empate e nenhuma derrota, números que o credenciam como um dos favoritos ao décimo título da Champions de sua história. Além disso, no Espanhol, tomou a liderança das mãos do Barcelona e abriu quatro de vantagem.

Desta vez, o Real Madrid é ainda mais favorito. Já o Borussia Dortmund ainda mais franco atirador.