icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/03/2014
15:17

Um dos melhores pesos-penas brasileiros dentro do UFC, Rony Jason enfrenta o americano Steven Silver no UFC Fight Nght 39, em Natal (RN), neste domingo (23). A luta marcará o retorno do cearense dentro da maior organização de MMA do planeta. Seu último confronto também aconteceu em terra brasileiras. Na ocasião, ele acabou derrotado por Jeremy Stephens no UFC Fight Fight Night 32, realizado em novembro de 2013.

Atleta do Team Nogueira, Jason optou por fazer sua preparação no Rio Grande do Norte, estado que o acolheu durante a juventude. Treinando com nomes de primeiro nível, ele crê que sua disciplina e alimentação farão a diferença.

- As pessoas que estão aqui comigo fazem a diferença. Estou com companheiros de treinos de primeira qualidade, como o Patricio e Patricky Pitbull, Leandro Higo, Fábio Maldonado, entre outros. Claro que sinto falta das minhas amizades no Team Nogueira, mas aqui pude ficar mais disciplinado no dia a dia, trouxe meu irmão para morar comigo, e isso tem sido muito importante nesta fase pré-luta. Além disso, venho realizando um ótimo trabalho de alimentação e suplementação, isso faz toda diferença - explicou o atleta.

Consciente dos rumos de sua carreira, o lutador diz ter refletido sobre o resultado de sua última aparição no UFC. Para ele, a derrota aconteceria mais cedo ou mais tarde.

- A primeira coisa foi perceber que os mesmos que te elogiam e te colocam lá em cima, te viram as costas depois. Eu sei que os que gostam de mim vão estar ao meu lado independente dos resultados. Ninguém entrar dentro do octógono para perder, todos entram querendo nocautear ou finalizar. Minha mãe me falou assim: “Ele também é filho de Deus, você não vai ganhar sempre”. Eu estava invicto há muito tempo, então fiz muitas pessoas sentirem o que eu senti. Infelizmente não era o meu dia - comentou o lutador, que não perdia desde 2010.

Campeão dos pesos-penas na primeira edição do The Ultimate Fighter Brasil, Rony Jason busca sua quarta vitória no evento. Apesar de estar confiante, ele tem a dimensão da pedreira que terá pela frente.

- Sinceramente, vi muito pouco, mas o cara é muito grande, bom de guilhotina, sai na mão, derruba, vi o vídeo uma vez e parei, para não endeusar muito o cara (risos). Eu vou para briga com ele. Costumo colocar a foto dos meus adversários na parede, não para ter raiva dele, que é um profissional como eu, mas para lembrar o motivo do meu sofrimento com treinamentos e perda de peso. Espero que ele esteja fazendo o mesmo, eu estou 100% pronto, o mínimo que posso esperar dele é o mesmo - concluiu.

Preste a completar 30 anos (faz aniversário no dia 21 de março), Rony Jason fez sua estreia no MMA profissional em 2006. Natural de Quixadá (CE), ele acumulou um cartel de dez vitórias e três derrotas antes de entrar na casa do TUF Brasil I. Na final do reality show, venceu o compatriota Godofredo Pepey em junho de 2012. A luta foi a primeira oficial do atleta do UFC, onde detém um cartel de três vitórias e uma derrota.