icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/07/2014
18:29

E a série de polêmicas envolvendo lutadores do UFC caindo em testes surpresa antidoping não para. Depois de Vitor Belfort, Wanderlei Silva e Chael Sonnen se envolverem em situações ligadas aos exames aleatórios da Comissão Atlética do Estado de Nevada, agora foi a vez de Ali Bagautinov ser flagrado com uma substância ilegal pela Comissão Atlética da Colúmbia Britânica em procedimento promovido pela WADA (Agência mundial de antidoping) antes do UFC 174, onde foi derrotado por Demetrious Johnson em disputa de cinturão realizada em Vancouver, Canadá, no último dia 14 de junho. 

A informação foi noticiada pelo site Combatsportslaw.com. Segundo a publicação, oito lutadores do UFC 174 foram submetidos ao antidoping surpresa no dia 14 de junho, nas vésperas do evento. O russo também passou pelo mesmo exame no dia 2 de junho. Ali testou positivo para a substância EPO, usada para aumento de resistência de atletas. Bagautinov ainda foi suspenso de competir dentro da Colúmbia Britânica pelo período de um ano.

O Ultimate ainda não emitiu qualquer comunicado oficial a respeito da situação de Bagautinov. Depois de estrear na organização com três vitórias consecutivas, Ali ganhou o direito de disputar o cinturão dos moscas contra Demetrious Johnson. No UFC 174, o russo acabou superado na decisão unânime dos juízes após cinco round's de domínio do campeão Demetrious Johnson.