icons.title signature.placeholder Daniel Bortoletto, Igor Siqueira e Thiago Correia
22/06/2014
11:11

A festa no entorno do Maracanã começou mais cedo neste domingo. Diferentemente dos outros jogos no estádio desta Copa do Mundo, o jogo da vez é às 13h (de Brasília), e por volta das 10h muita gente já fazia festa. Entre dezenas de nacionalidades reunidas, a maioria era da Bélgica, que enfrenta a Rússia pela segunda rodada do Grupo H. Teve espaço até para Aquarela do Brasil, clássico de Ary Barroso.

Os russos eram minoria, mas também estavam presentes. E no duelo de países conhecidos por bebidas típicas, no caso da Rússia, a vodka, e da Bélgica, cerveja, já era hora de começar a se divertir. Mas mais com o clima belga. Mesmo nas ruas mais próximas ao Maracanã, o que está proibido. A polícia não agiu muito nesse sentido.

Em relação à chegada, tranquilidade. Com um reforço policial, ainda mais se comparado aos jogos anteriores, calma para se aproximar ao Maracanã. O metrô estava cheio, mas sem a "muvuca" de quarta-feira, e apenas festa entre os torcedores.

A Bélgica tem três pontos e lidera o Grupo H da Copa do Mundo. A Rússia empatou com a Coreia do Sul na estreia e tem apenas um ponto. Os Diabos Vermelhos já podem garantir a vaga para as oitavas de final neste domingo mesmo.