icons.title signature.placeholder Enrico Bruno
26/11/2013
13:17

Definitivamente o Cruzeiro não é lá um dos adversários mais queridos do Bahia. Vítima do impiedoso 7 a 0 em plena Fonte Nova, imposto por Alex e companhia na temporada de 2003, o tricolor baiano volta a cruzar o caminho celeste em situação totalmente oposta à dos mineiros. Assim como no ano da tríplice coroa, o Bahia também luta contra o rebaixamente e terá que superar o Cruzeiro, já oficialmente campeão nacional. Pior, o tricolor baiano é o maior freguês da Raposa em jogos pelo Brasileirão.

Há quase duas décadas, mais precisamente desde 1995, o Bahia não sai vencedor em um duelo contra o Cruzeiro. Em jogos válidos pelo Campeonato Brasileiro, nenhum outro time sofreu mais com a Raposa que o tricolor baiano. Pelo torneio nacional, já foram disputados 35 jogos, sendo 21 deles com a vitória estrelada. Além dos sete empates, outros sete confrontos terminaram com o triunfo baiano.

MAIS:
> Mais de 30 mil torcedores já garantiram ingresso para o jogo
> Júlio Baptista indignado:'colocam em dúvida minha integridade'

Na temporada de 1995, em duelo pela Copa do Brasil, o Bahia saiu vencedor pela última vez em uma partida contra o Cruzeiro. Na ocasião, a Raposa foi derrotada por 2 a 1 no Estádio Pituaçu, em Salvador. A partida foi válida pelas oitavas de final, mas o Cruzeiro levou a melhor devido à vitória simples por 1 a 0 no jogo de ida, no Mineirão. De lá pra cá, outros 13 jogos com 11 vitórias celestes. Duas das maiores goleadas ocorreram em 2003, 5 a 2 no Mineirão e 7 a 0 na Fonte Nova. No único jogo na atual temporada, o Cruzeiro venceu por 3 a 1, com gols de Borges, Éverton Ribeiro e Júlio Baptista. Fahel descontou para o time da casa.