icons.title signature.placeholder Bruno Quaresma
30/12/2013
06:50

A novela Eduardo Vargas se encaminha para os capítulos finais e ela pode ser feliz para o São Paulo. Pessoas que antes acreditavam que o atacante chileno jogaria no Santos em 2014 agora dizem que quem está na frente é o Tricolor.

E o que pode fazer o clube do Morumbi superar o rival é a cláusula que define um valor para compra ao término do empréstimo, que será de um ano. Neste quesito, a proposta do São Paulo tem valores que agradam mais ao Napoli (ITA) do que o que foi oferecido pelo Santos.

O Tricolor conta com a ajuda de investidores do Brasil e do exterior para concretizar a negociação. Este fundo deve ser o responsável pelo pagamento do empréstimo.

No ano passado, o São Paulo também esteve perto de contratar Eduardo Vargas. Mas uma cláusula que permitia ao Napoli a possibilidade de pedir o retorno do jogador a qualquer momento atrapalhou e ele foi para o Grêmio. Dessa vez, isso não estará previsto no acordo.

O que pode tirar Vargas durante a temporada de 2014, caso a negociação seja concretizada, é uma boa oferta da Europa. O Napoli espera que o atacante se valorize com a Copa do Mundo. Ele é titular da seleção chilena. Por isso, o contrato deve prever que o Tricolor tenha de liberar o jogador se vier uma alta proposta.

Tanto a diretoria do São Paulo como a do Santos mostram confiança na negociação. Ambos os clubes enviaram seus representantes para a Itália, onde trataram diretamente com o Napoli e agora aguardam a decisão dos cartolas italianos.

Um dos trunfos do Santos é a dívida que o Napoli ainda tem com a equipe da Baixada pela compra do goleiro Rafael. Se o destino do chileno for a Vila Belmiro, ele ainda deve ir acompanhado de Bruno Uvini, zagueiro revelado nas categorias de base do São Paulo.

O ataque é o setor mais carente do Tricolor. Aloísio está de saída para a China, a permanência de Welliton não é simples, Osvaldo deve ser negociado e Silvinho liberado. Luis Fabiano tem sondagens.