icons.title signature.placeholder Bruno Quaresma e Kaíque Ferreira
icons.title signature.placeholder Bruno Quaresma e Kaíque Ferreira
22/07/2013
17:12

Uma mensagem enviada pelo programa de sócio-torcedor do São Paulo surpreendeu muitos associados. Na tarde desta segunda-feira, logo após a divulgação da nota oficial da Torcida Tricolor Independente sobre os últimos acontecimentos no clube, o mesmo conteúdo chegou aos associados por meio do e-mail oficial do programa.

O São Paulo se manifestou de forma oficial para explicar o caso. Segundo o clube, foi um erro de um funcionário, que não condiz com a posição do São Paulo Futebol Clube. Ainda de acordo com a assessoria, providências serão tomadas.

A Torcida Tricolor Independente também diz desconhecer o motivo pelo qual o comunicado foi divulgado por um programa oficial do São Paulo.

No último sábado, após a derrota para o Cruzeiro, membros da organizada impediram que os torcedores comuns protestassem contra o presidente Juvenal Juvêncio. A organizada tomou conta da manifestação e xingou os jogadores e Marco Aurélio Cunha, pré-candidato a presidência e opositor da atual gestão.

Domingo, no Morumbi, um churrasco na sede social do clube terminou em confusão. Após a reprodução de um vídeo em que Cunha cantava o hino do Santos, defensores dele se irritaram e protestaram contra Juvenal. O presidente reagiu com xingamentos.

Veja a confusão entre Juvenal e sócios no churrasco do São Paulo

Uma mensagem enviada pelo programa de sócio-torcedor do São Paulo surpreendeu muitos associados. Na tarde desta segunda-feira, logo após a divulgação da nota oficial da Torcida Tricolor Independente sobre os últimos acontecimentos no clube, o mesmo conteúdo chegou aos associados por meio do e-mail oficial do programa.

O São Paulo se manifestou de forma oficial para explicar o caso. Segundo o clube, foi um erro de um funcionário, que não condiz com a posição do São Paulo Futebol Clube. Ainda de acordo com a assessoria, providências serão tomadas.

A Torcida Tricolor Independente também diz desconhecer o motivo pelo qual o comunicado foi divulgado por um programa oficial do São Paulo.

No último sábado, após a derrota para o Cruzeiro, membros da organizada impediram que os torcedores comuns protestassem contra o presidente Juvenal Juvêncio. A organizada tomou conta da manifestação e xingou os jogadores e Marco Aurélio Cunha, pré-candidato a presidência e opositor da atual gestão.

Domingo, no Morumbi, um churrasco na sede social do clube terminou em confusão. Após a reprodução de um vídeo em que Cunha cantava o hino do Santos, defensores dele se irritaram e protestaram contra Juvenal. O presidente reagiu com xingamentos.

Veja a confusão entre Juvenal e sócios no churrasco do São Paulo