icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/11/2014
07:41

Com jeito quieto, avesso à exposição, Conca continua sendo de extrema importância para o estilo de jogo do Fluminense e é uma das esperanças do torcedor para que a equipe dispute a Libertadores no ano que vem.  

O argentino assume protagonismo nas estatísticas. A mais importante delas é a quantidade de assistências. Para gols, são dez passes ao todo, que deixam o meia na mais alta posição neste quesito, ao lado de Everton Ribeiro, do Cruzeiro. Ele também tem sido fundamental para que o Flu tenha o 2 melhor ataque da competição: já balançou as redes em oito ocasiões, sendo, assim como Cícero, o 2 que mais converteu (ambos perdem para Fred, com 14).

Conca tem mesmo buscado o gol. Não à toa é um dos que mais finalizam neste Brasileiro. São 31 chutes certos (apenas 13 dentro da área), que o deixam na 5 posição nesse ranking. Marcelo Moreno (Cruzeiro) e Henrique (Palmeiras) aparecem em 1 e 2 lugares, com respectivamente 37 e 36 finalizações certas. Fred e Rafael Sobis, empatados, completam a lista dos cinco primeiros, com 32 chutes no alvo.  

Além do estilo ofensivo, Conca também sabe ser maestro. É o 8 que mais passes certos deu (1.198) e 8 com mais posse de bola (50’50’’; média de 1’38’’ por jogo), o que mostra que é responsável direto pela organização das jogadas. Nesses dois aspectos, Renê, do Sport, é o 1 colocado. São 1.371 passes e 60’19’’ de bola no pé (média de 1’53’’).

É com essa regularidade e poder de decisão de Conca que o torcedor conta. A Libertadores é o sonho de consumo do Flu e está logo ali.