icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/07/2014
11:51

O atual vencedor da Bola de Ouro, prêmio da Fifa ao melhor jogador do ano, poderia nunca ter existido. A mãe de Cristiano Ronaldo, craque do Real Madrid, lançou nesta semana uma autobiografia, e nela confessa que tentou fazer um aborto do português assim que soube que estava grávida do seu quarto filho.

Dolores Aveiro, que publicou "Mãe Coragem", relata em 248 páginas a sua história, e lembrou que quando soube da gravidez, estava em uma situação financeira muito complicada. E então pensou no aborto. Foi a um médico, que negou, lembrando que ela tinha apenas 30 anos e que não havia razão física para isso. Ainda que disse que o bebê seria a alegria da casa.

Mas ela não se convenceu completamente. Depois da conversa com o médico, uma vizinha aconselhou um remédio caseiro e ela arriscou, mas não funcionou. Só então veio o pensamento de que era a vontade de Deus e que essa criança deveria nascer.

O livro, escrito em parceria com Paulo Sousa, está disponível, por enquanto, apenas em Portugal.