icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
25/07/2013
15:57

Na última terça-feira, o peso-pesado Daniel Cormier declarou que pretende descer para a categoria meio-pesado após enfrentar Roy Nelson, no intuito de disputar o título da categoria de forma imediata. Entretanto, a "furada de fila" do americano não é bem vista pelos lutadores meio-pesados. Em conferência por telefone realizada para promover o UFC 163, que acontece no dia 3 de agosto, Lyoto Machida deixou claro o incômodo com a investida de Cormier e deu sua opinião sobre a atitude do americano. Segundo o careteca, o lutador precisa fazer algumas lutas para conquistar o direito.

- Acho que existe um ranking que deve ser seguido. Ele deveria fazer uma ou duas lutas importantes para ter a chance de disputar o título. Ou ter uma grande vitória em uma grande luta. Acredito que o UFC não vai permitir (que Cormier dispute o cinturão imediatamente). Estou esperando há um tempo por essa chance. E tem muita gente boa na categoria, como o Glover, o Phil Davis. Não é bem por aí - afirmou o brasileiro.

Por outro lado, o adversário de Machida no UFC Rio 4, Phil Davis, não deu muita importância ao ranking do UFC e falou sobre as perspectivas de disputar o cinturão da divisão no futuro.

- Olhei para o ranking uma vez, fiquei desapontado e nunca mais olhei de novo (risos). Realmente não me vejo na posição agora (de lutar pelo título). Mas penso em luta por luta. Vejo os rankings, mas não me impressiono. Tento ir luta por luta. Mas acho que se conseguir finalizar Lyoto,  fico numa grande posição - comentou o americano.

Analisando sua próxima luta, Phil Davis elogiou o estilo de Machida e ainda revelou sua estratégia para o combate. O americano pretende frustar o estilo do atleta brasileiro.

- Ninguém pode fazer o que Lyoto faz. Ele é único. Mas, não preciso entrar no jogo dele. Tenho que impôr o meu jogo e induzir ele a fazer o que eu quero - relatou Davis.

Machida encara Phil Davis no UFC 163, que acontece no Rio de Janeiro (FOTO: Divulgação/UFC)

Quando Lyoto venceu Dan Henderson, em fevereiro deste ano, conquistou a posição de desafiante número um, mas acabou vendo o sueco Alexander Gustafsson passar na sua frente e conseguir uma chance para lutar contra Jon Jones. O campeão da categoria coloca o cinturão em jogo no UFC 165, no dia 21 de setembro, em Toronto, no Canadá. Enquanto isso, Lyoto Machida e Phil Davis se enfrentam para manterem-se no topo da divisão.

O UFC 163 acontece no próximo dia 3 de agosto, no Rio de Janeiro e terá transmissão completa do canal Combate.

Confira as lutas do evento
Card Principal
José Aldo x Chan Sung Jung
Lyoto Machida x Phil Davis
Cezar Mutante x Thiago "Marreta"
Thales Leites x Tom Watson
Card Preliminar
Vinny Magalhães x Anthony Perosh
Amanda Nunes x Sheila Gaff
Serginho Moraes x Neil Magny
Ian McCall x Iliarde Santos
Rani Yahya x Josh Clopton
Viscardi Andrade x Bristol Marunde

Na última terça-feira, o peso-pesado Daniel Cormier declarou que pretende descer para a categoria meio-pesado após enfrentar Roy Nelson, no intuito de disputar o título da categoria de forma imediata. Entretanto, a "furada de fila" do americano não é bem vista pelos lutadores meio-pesados. Em conferência por telefone realizada para promover o UFC 163, que acontece no dia 3 de agosto, Lyoto Machida deixou claro o incômodo com a investida de Cormier e deu sua opinião sobre a atitude do americano. Segundo o careteca, o lutador precisa fazer algumas lutas para conquistar o direito.

- Acho que existe um ranking que deve ser seguido. Ele deveria fazer uma ou duas lutas importantes para ter a chance de disputar o título. Ou ter uma grande vitória em uma grande luta. Acredito que o UFC não vai permitir (que Cormier dispute o cinturão imediatamente). Estou esperando há um tempo por essa chance. E tem muita gente boa na categoria, como o Glover, o Phil Davis. Não é bem por aí - afirmou o brasileiro.

Por outro lado, o adversário de Machida no UFC Rio 4, Phil Davis, não deu muita importância ao ranking do UFC e falou sobre as perspectivas de disputar o cinturão da divisão no futuro.

- Olhei para o ranking uma vez, fiquei desapontado e nunca mais olhei de novo (risos). Realmente não me vejo na posição agora (de lutar pelo título). Mas penso em luta por luta. Vejo os rankings, mas não me impressiono. Tento ir luta por luta. Mas acho que se conseguir finalizar Lyoto,  fico numa grande posição - comentou o americano.

Analisando sua próxima luta, Phil Davis elogiou o estilo de Machida e ainda revelou sua estratégia para o combate. O americano pretende frustar o estilo do atleta brasileiro.

- Ninguém pode fazer o que Lyoto faz. Ele é único. Mas, não preciso entrar no jogo dele. Tenho que impôr o meu jogo e induzir ele a fazer o que eu quero - relatou Davis.

Machida encara Phil Davis no UFC 163, que acontece no Rio de Janeiro (FOTO: Divulgação/UFC)

Quando Lyoto venceu Dan Henderson, em fevereiro deste ano, conquistou a posição de desafiante número um, mas acabou vendo o sueco Alexander Gustafsson passar na sua frente e conseguir uma chance para lutar contra Jon Jones. O campeão da categoria coloca o cinturão em jogo no UFC 165, no dia 21 de setembro, em Toronto, no Canadá. Enquanto isso, Lyoto Machida e Phil Davis se enfrentam para manterem-se no topo da divisão.

O UFC 163 acontece no próximo dia 3 de agosto, no Rio de Janeiro e terá transmissão completa do canal Combate.

Confira as lutas do evento
Card Principal
José Aldo x Chan Sung Jung
Lyoto Machida x Phil Davis
Cezar Mutante x Thiago "Marreta"
Thales Leites x Tom Watson
Card Preliminar
Vinny Magalhães x Anthony Perosh
Amanda Nunes x Sheila Gaff
Serginho Moraes x Neil Magny
Ian McCall x Iliarde Santos
Rani Yahya x Josh Clopton
Viscardi Andrade x Bristol Marunde