icons.title signature.placeholder Carlos Antunes
27/02/2015
13:19

No dia 18 de abril, Lyoto Machida pode dar um passo importante para se colocar novamente na rota do cinturão. O brasileiro encara Luke Rockhold, no duelo principal do UFC Newark e, em caso de triunfo, tem grandes chances de ganhar mais uma chance pelo título dos médios. Em entrevista exclusiva ao LANCE!Net, o "Dragão" adiantou o que espera do seu confronto, valorizou a confiança que ganhou após bater CB Dollaway e não fugiu de comentar a questão do doping no MMA.

Após seu companheiro de Blackhouse Anderson Silva, Hector Lombard, Jon Jones e Nick Diaz serem flagrados em exames antidoping, o assunto ganhou uma propoção gigantesca, já que envolvia grandes nomes do Ultimate. Dessa maneira, a organização anunciou duras medidas em combate ao uso dessas drogas. De acordo com Machida, isso só faz o esporte crescer.

- Acho que isso é bom para o esporte, se realmente for para todos fazerem. Sempre fui testado em todas as minhas lutas e acho que o importante é que a luta possa ser de igual para igual para todo mundo. Além disso, isso mostra mais seriedade e é bom para o MMA - afirmou o lutador, que está na franquia desde 2007, ao L!Net, em contato via e-mail.

Assim que seu duelo contra Rockhold foi confirmado, o atleta tupiniquim teve que "escutar" muitas provocações do americano, que tem estilo falastrão e afirmou que seria o caçador de Dragão (apelido do brasileiro) e que a Blackhouse, equipe que Machida treina sempre estava envolvida em escândalos de doping, com três casos de atletas flagrados em testes. Porém, o ex-campeão do UFC preferiu não responder as alfinetadas do rival.

Lyoto acerta chute violento no americano CB Dollaway (FOTO: Wander Roberto/Inovafoto)

- Estou acostumado com isso no nosso meio. Só no UFC já são 19 lutas, então já estou acostumado com esse tipo de provocação. Procuro focar muito no meu treinamento e em mim, na minha estratégia, no meu time. Procuro deixar de lado essas coisas que os adversários tentam falar com o intuito talvez de me inibir - garantiu Lyoto, que tem apenas cinco reveses no Ultimate.

Em dezembro de 2014, Lyoto Machida fez a luta principal do UFC Barueri diante de CB Dollaway. Mas o confronto durou poucos minutos, já que o brasileiro acertou um violento chute na costela do adversário, que não resistiu e caiu. Questionado se a confiança está de volta, após voltar a nocautear depois de dois anos se conseguir terminar um duelo desta maneira, o carateca não teve dúvidas.

- Acredito que sim, acho que toda luta é importante. Fiz uma boa luta com o CB Dolloway onde consegui encaixar aquele chute, então isso mostra que estou bem. Tive uma luta dura com o Weidman. Não foi uma luta fácil, tanto para mim quanto para ele, mas isso me impulsiona cada vez mais a continuar firme no caminho que estou fazendo - completou o atleta.