icons.title signature.placeholder Bruno Rodrigues
13/12/2013
11:25

A Portuguesa ameaça levar o caso Héverton para a Justiça Comum caso não obtenha êxito no STJD no julgamento marcado para a próxima segunda-feira. A informação, publicada na edição desta sexta-feira no Diário de S. Paulo, foi confirmada ao LANCE!Net pelo vice-presidente de futebol da Lusa, Roberto dos Santos.

- Sobre o caso, não falo mais. Isso agora é com nosso advogado, o Sr. Orlando Cordeiro de Barros. Eu, como dirigente, apenas digo que iremos para a Justiça Comum. Vamos levar aos extremos isso - afirmou Roberto, em breve contato com a reportagem.

Como o próprio dirigente afirmou, a medida cogitada pelo clube do Canindé é extrema, já que CBF e FIFA não veem com bons olhos a iniciativa de acionar a Justiça Comum. Roberto dos Santos, porém, não teme represália por parte das entidades no momento e aguarda o julgamento da próxima segunda-feira.

- Isso aí (uma possivel represália) nós vamos ver quando acontecer. Eu estou primeiro preocupado com o julgamento de segunda. Como eu digo, é uma coisa a cada tempo. Vamos primeiro esperar o julgamento de segunda-feira - completou o vice de futebol.

A Portuguesa pode ser punida e perder quatro pontos no Campeonato Brasileiro por conta da suposta escalação irregular do meha Héverton na partida contra o Grêmio, válida pela última rodada da competição. Caso sofra derrota no tribunal, a Lusa cai para a Série B e salva o Fluminense.