icons.title signature.placeholder Felipe Domingues
19/04/2014
15:27

O Molico/Osasco foi a melhor equipe da primeira fase da Superliga Feminina de Vôlei, vencendo todos os jogos e se tornando recordista em vitórias consecutivas, com 28. Mas, as duas primeiras derrotas vieram no momento errado. No primeiro jogo da semifinal, o Sesi bateu o Osasco, fora de casa, por 3 sets a 1, já no segundo, hoje, venceu por 3 sets a 2, após salvar oito match points.

- Sabiamos da importância desse jogo, estávamos buscando a 13ª final consecutiva, trabalhamos forte na semana, sabíamos dos pontos fortes do Sesi, conseguimos colocá-los em dificuldade, mas entramos também. Na Superliga, não podemos perder as oportunidades que temos. Tínhamos do outro lado um time sedento por estar na final e tivemos 8 match points. Mas no esporte não existe "se" - disse Luizomar de Moura, técnico do Molico/Osasco.

No jogo, a equipe do Molico entrou bem, fechando o primeiro e o terceiro sets com facilidade (21-17 e 21-8), mas falhou nos momentos cruciais da partida, quando teve os pontos do jogo na mão e não aproveitou. Foram 8, no total, sendo 4 no quarto set e 4 no tiebreak, quando a equipe alcançou um 14 a 10 no placar.

- Fizemos um primeiro set bom e no segundo, erramos no saque e trouxemos o sesi pro jogo. Fizemos um terceiro set com um 21 a 8. E a história do quarto (e quinto) sets é essa, 20 a 17, 14 a 10. Hoje não podemos falar que não era o dia... Assumimos nossa responsabilidade, porque 8 match points... Todo mundo teve uma participação, poderiam ter feito a diferença - afirmou, sem deixar de exaltar o rival de 3 finais no ano.

- Não podemos deixar de dar os parabéns pro Sesi e dizer que foi azar não termos fechado. Tivemos o direito de não jogar bem, em Osasco, mas aqui jogamos bem, só não conseguimos fechar o jogo - completou

Agora, a equipe do Molico irá participar da disputa do Mundial de Clubes, já que recebeu convite da organização do torneio. A necessidade do convite veio após o Molico perder a final do Sul-Americano de Clubes, coincidentemente, para o Sesi.

- Vamos disputar o mundial agora e nossa temporada não terminou. Vamos em busca do título para não sair de uma temporada em que tudo deu muito certo, com esse sentimento - comentou.